Ativista Greta Thunberg vai doar 92 mil euros para combater pandemia

30 de Abril 2020

Copenhaga, 30 abr 2020 (Lusa) – A ativista ambiental sueca Greta Thunberg vai doar um prémio de cerca de 92.000 euros (100.000 dólares) que recebeu de uma organização não-governamental (ONG) dinamarquesa para ajudar a Unicef a combater a covid-19, anunciou hoje a jovem.

Copenhaga, 30 abr 2020 (Lusa) – A ativista ambiental sueca Greta Thunberg vai doar um prémio de cerca de 92.000 euros (100.000 dólares) que recebeu de uma organização não-governamental (ONG) dinamarquesa para ajudar a Unicef a combater a covid-19, anunciou hoje a jovem.

Thunberg e a ONG Human Act, que dará uma quantia idêntica, lançaram uma campanha de arrecadação de fundos com o objetivo de lutar contra o coronavírus e apoiar o trabalho da agência das Nações Unidas para a infância de proteção das crianças relativamente ao impacto da pandemia.

“Tal como a crise climática, a pandemia é uma crise dos direitos da criança. Vai afetar todas as crianças, agora e no longo prazo, mas mais ainda os grupos vulneráveis. Peço a todos que se juntem para apoiar o trabalho vital da Unicef”, apelou a ativista sueca em comunicado divulgado pela Human Act.

Greta Thunberg foi premiada “pelo seu esforço corajoso e determinado para mobilizar milhões de pessoas em todo o mundo para combater as mudanças climáticas”, de acordo com a decisão anunciada pela organização.

A ativista, de 17 anos, iniciou, em setembro de 2018, uma greve escolar em frente ao parlamento sueco para exigir medidas contra a crise climática.

A sua ação inspirou um movimento global, que a levou a ser recebida pelos líderes mundiais e a participar em encontros de alto nível, além de ter sido nomeada para o Prémio Nobel da Paz.

Desde que foi detetada na China, em dezembro do ano passado, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 224 mil mortos e infetou cerca de 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios, segundo um balanço da agência de notícias AFP.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

Face a uma diminuição de novos doentes em cuidados intensivos e de contágios, alguns países começaram a desenvolver planos de redução do confinamento e em alguns casos a aliviar diversas medidas.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (60.853) e mais casos de infeção confirmados (mais de um milhão).

Seguem-se Itália (27.682 mortos, mais de 203 mil casos), Reino Unido (26.097 mortos, mais de 162 mil casos), Espanha (24.543 mortos, mais de 213 mil casos), França (24.087 mortos, cerca de 169 mil casos).

Por regiões, a Europa soma mais de 135 mil mortos (mais de 1,4 milhões de casos), Estados Unidos e Canadá mais de 64 mil mortos (mais de um milhão de casos), América Latina e Caribe mais de 9.800 mortos (mais de 190 mil casos), Ásia mais de 8.400 mortos (mais de 215 mil casos), Médio Oriente mais de 6.600 mortos (mais de 167 mil casos), África mais de 1.500 mortos (quase 37 mil casos) e Oceânia 116 mortos (mais de oito mil casos).

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia promove reunião de Verão em Évora

Nos próximos dias 28 e 29 de junho, a Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV) realizará a sua Reunião de Verão no Hotel Vila Galé, em Évora. O evento é uma oportunidade para dermatologistas e profissionais da área compartilharem conhecimentos, debaterem os últimos avanços na especialidade e fortalecerem laços profissionais

SIM e Secretaria da Saúde dos Açores avançam em negociações para melhorar condições de trabalho dos médicos

Os Sindicatos Médicos e a Secretaria Regional da Saúde dos Açores (SRSA) estiveram reunidos no passado dia 4 para discutir questões relacionadas com condições de trabalho dos médicos na região. Embora a reunião não tenha resultado na implementação imediata de medidas específicas para a melhoria dessas condições, diversos aspetos do processo negocial foram revistos e acordados, prometendo tornar as futuras negociações mais céleres e eficazes.

Preveris é a nova marca de prevenção em saúde

A Preveris, uma empresa do Grupo CUF, resulta da união de duas marcas de sucesso: SAGIES e Atlanticare. Com uma experiência acumulada de mais de 50 anos e o legado de experiência, rigor e confiança do Grupo CUF, esta união representa a soma desse conhecimento, numa nova marca que se coloca ao serviço da prevenção, da saúde e do bem-estar das empresas portuguesas. Operadora líder de mercado no setor da saúde ocupacional em Portugal, a Preveris é responsável por servir 25 por cento das 100 maiores empresas que atuam no nosso país.  

ENSP NOVA e NTT DATA estabelecem parceria para potenciar a inovação em saúde

A Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade NOVA de Lisboa (ENSP NOVA) e a consultora global de negócio e tecnologia NTT DATA fornalizaram esta quarta-feira um protocolo de colaboração que vai permitir impulsionar a formação avançada, o desenvolvimento de investigação e projetos de inovação na área da saúde. O objetivo é promover avanços significativos no setor.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights