Plenário da AR com mais deputados e mais máscaras do que no 25 de Abril

30 de Abril 2020

Lisboa, 30 abr 2020 (Lusa) - O plenário da Assembleia da República voltou hoje a registar um aumento do número de deputados, em dia de votações, mas também do uso de máscaras de proteção individual, em comparação com a sessão solene do 25 de Abril.

Lisboa, 30 abr 2020 (Lusa) – O plenário da Assembleia da República voltou hoje a registar um aumento do número de deputados, em dia de votações, mas também do uso de máscaras de proteção individual, em comparação com a sessão solene do 25 de Abril.

Se no sábado existiram regras muito rigorosas e apenas estiveram presentes 46 parlamentares na sala das sessões de forma a cumprir as regras de distanciamento social devido à pandemia de covid-19, hoje, no arranque dos trabalhos, eram mais de 80 os deputados presentes no plenário.

Como haverá votações no final da sessão terão de se registar um mínimo de 116 deputados do total de 230, mas podem fazê-lo até uma hora antes das mesmas, de forma a evitar que todos estejam presentes na sala ao mesmo tempo.

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, chamou, pouco depois das 15:00, a atenção para o “largo número” de deputados na sala, e apelou a que se registassem para efeitos de quórum e depois agissem “de acordo com a sua consciência”.

Em comparação com a sessão solene do 25 de Abril e também com plenários anteriores, registou-se hoje um aumento substancial do número de deputados que recorreram a equipamentos de proteção individual, mais de duas dezenas, a maioria com máscaras, mas também dois com viseiras. No sábado, apenas uma deputada utilizou máscara.

O ambiente entre os deputados foi também bastante mais descontraído do que no 25 de Abril, com muitas conversas laterais em plenário entre parlamentares da mesma bancada, nem sempre com grande distância.

Depois do apelo de Ferro Rodrigues, alguns deputados foram saindo da sala, sendo, pelas 15:30, pouco mais de 60 os que ficaram no plenário, acima do quórum de funcionamento (um quinto do total, 46 parlamentares).

A Assembleia da República anunciou na quarta-feira que irá retomar “a normalidade aos poucos”, e na próxima semana, já sem estado de emergência, aumentará o número de plenários de um para dois, mas manterá, por enquanto, uma presença reduzida de deputados.

Uma hipótese em estudo para futuro será, no caso dos plenários, a repartição dos deputados entre dois espaços da Assembleia da República, como a Sala das Sessões e a Sala do Senado, uma vez que não é possível votar à distância.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infetou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Cerca de 908 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 989 pessoas das 25.045 confirmadas como infetadas, e há 1.519 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Altamiro da Costa Pereira: “A Inteligência Artificial não passa de mais uma ferramenta à disposição do médico”

O impacto das tecnologias no ensino da Medicina e da prática clínica foi o tema escolhido para encerrar o ciclo de conversas conduzidas pelo professor catedrático, Jorge Polónia. Desta vez, e para terminar com ‘chave de oro’, o convidado foi o Diretor da Faculdade de Medicina do Porto, o Prof. Altamiro da Costa Pereira. O responsável destacou que apesar de a Inteligência Artificial ser uma ferramenta “poderosíssima”, esta “nos dá por si só novo conhecimento”, o que significa que “a investigação vai continuar a ser feita” e os médicos vão ser sempre necessários.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights