Centros comerciais e cabeleireiros reabriram hoje na Áustria

3 de Maio 2020

Centros comerciais, negócios com mais de 400 metros quadrados e serviços como cabeleireiros reabriram hoje na Áustria com grande fluxo de clientes, segundo um plano de regresso à vida social com reforço de prevenção contra a covid-19.

Em frente às grandes cadeias internacionais de moda, nas principais ruas comerciais, pessoas esperavam em filas – mantendo a distância de segurança – para entrar nos estabelecimentos.

Nos cabeleireiros – com reservas e listas de espera completas – os funcionários são obrigados a usar uma máscara e um protetor facial, além de luvas, enquanto os clientes também precisam de usar proteção para a boca e o nariz, que podem ser removidos para aparar a barba ou na depilação.

O número de clientes que pode estar no estabelecimento também foi reduzido, para evitar o contágio.

Nos centros comerciais, e nas outras lojas com mais de 400 metros quadrados que reabriram hoje, o uso de máscaras faciais é obrigatório e apenas é permitido um cliente por cada 20 metros quadrados.

O horário de funcionamento comercial também voltou ao normal.

As restrições de movimento terminaram na quinta-feira e o uso de máscaras é obrigatório nos transportes públicos, supermercados e outros espaços fechados.

O Governo austríaco, de conservadores e ecologistas, apresentou no início de abril um plano para suspender gradualmente as restrições e encerramentos, que significou a reabertura em 14 de abril de todos os parques e dos negócios de menos de 400 metros quadrados.

A Áustria, um país de 8,8 milhões de habitantes, tem quase 15.500 casos positivos de covid-19 e registou 596 mortes pela doença.

A queda no número de infeções e o sucesso até agora em conter a pandemia levaram o executivo a permitir um retorno gradual à normalidade.

A partir desta semana é possível ver amigos e familiares novamente, embora em espaços públicos as reuniões estejam limitadas a um máximo de 10 pessoas.

Entre os dias 04 e 29 de maio, os alunos das escolas primárias e secundárias regressarão gradualmente às aulas, enquanto os restaurantes abrirão as portas no dia 15, com um número limitado de clientes por mesa, e os hotéis receberão os viajantes novamente a partir do dia 29.

A partir de meados de maio abrirão outros locais de lazer, como museus, bibliotecas ou jardins zoológicos, e os serviços religiosos regressarão aos templos, sempre com distanciamento social.

No entanto, grandes eventos culturais e desportivos permanecem proibidos até pelo menos 30 de junho.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

OMS lança iniciativa SPECS 2030

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acaba de lançar a iniciativa SPECS 2030, inserida na Global SPECS Network que tem como principal objetivo unir uma rede global de participantes para atingir a meta global do erro refrativo para 2030, que consiste no aumento de 40% na cobertura efetiva desta patologia.

Os enfermeiros (também) são cientistas

Lara Cunha: Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica; Research Fellow na Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

49% das deslocações forçadas no mundo ocorrem em África

Conflitos, alterações climáticas, pobreza extrema e insegurança alimentar fazem disparar deslocações forçadas no continente africano e irão obrigar mais de 65 milhões de pessoas a fugir das suas casas até ao final de 2024. Subfinanciamento surge como principal ameaça à ajuda humanitária.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights