A médica e ex-deputada do CDS/PP Isabel Galriça Neto, vai lançar amanhã a sua mais recente obra: “Cuidados Paliativos: conheça-os melhor”, com a chancela da Fundação Francisco Manuel dos Santos. A obra é Prefaciada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Na informação disponibilizada À imprensa, justifica-se a edição com o fato de apesar de terem sido introduzidos em Portugal há quase 30 anos, na prática estes cuidados de saúde estão ainda rodeados de muitos preconceitos e desconhecimento. Desde logo porque a maioria dos portugueses que deles precisa não tem acesso a estes cuidados? “Foi por isso que quisemos fazer este livro, para esclarecer em linguagem acessível e mostrar exemplos do que é a prática dos Cuidados Paliativos. Com mais informação aumentamos o poder dos cidadãos participarem activamente nas suas escolhas em Saúde, as escolhas correctas, e de exigirem as melhores respostas”, explicam a autora na apresentação da obra.

Na obra, a ex-deputada centrista Explica e clarifica (pre)conceitos que abundam em torno dos Cuidados Paliativos, de modo a facilitar a compreensão de porque sofrem os doentes, sem esquecer a realidade pediátrica, as famílias e os profissionais. Apontamos os tratamentos e as medidas que, se correctas, são verdadeiramente transformadoras da realidade do fim de vida. Digamos que este livro é uma visita guiada à realidade das pessoas que têm doenças graves, incuráveis e progressivas e ao trabalho dos profissionais que os tratam.

Em “Cuidados Paliativos: conheça-os melhor” Galriça Neto vinca que receber Cuidados Paliativos não é sinónimo de terminalidade, de estar necessariamente a morrer. Isto porque, afirma, “há doentes, de todas as idades, acompanhados ao longo de anos, de meses, e qualquer que seja o tempo de vida. Os Cuidados Paliativos aumentam a qualidade da mesma. São verdadeiramente uma resposta para que as pessoas com doenças crónicas e avançadas não sejam deixadas em sofrimento intolerável”, acrescenta.

De facto, diz Isabel Galriça Neto, “os Cuidados Paliativos não encurtam nem prolongam a vida, antes têm o seu foco na qualidade de vida, respeitam a dignidade e a autonomia do doente. Os Cuidados Paliativos são cuidados de saúde activos e rigorosos, e ajudam a viver até ao fim” para logo acrescentar: “o apoio prestado vai para além do controlo dos sintomas, vai para além do uso de fármacos. As equipas intervêm nas várias dimensões do sofrimento humano”.

A nova obra será lançada amanhã, estando disponível nas lojas Pingo Doce.

NI/MM

 

 

Share This