MSD e SPC lançam curso online para melhorar conhecimento da dislipidemia

1 de Junho 2020

O “Siga o Coração” é curso online desenvolvido pela MSD Portugal, em parceria com a Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) que visa contribuir para o conhecimento dos especialistas na área da dislipidemia. De acordo com as entidades de saúde, a dislipidemia é um dos maiores fatores de risco para doenças cardiovasculares.

O curso que se dividirá em quatro módulos, com duração de uma hora cada, tem como objetivo responder as “necessidades dos médicos das especialidades de Medicina Geral e Familiar, de Medicina Interna, de Cardiologia e Internos que queiram atualizar-se tendo em conta os recentes avanços e novos conhecimentos em dislipidemia”.

A MSD e a SPC consideram essencial expandir o conhecimento e a prática sobre dislipidemia devido ao “agravamento do risco cardiovascular e a sua forte incidência junto da população portuguesa”. As duas entidades de saúde defendem que as sessões online estão pensadas “para garantir que a prática clínica se mantém atualizada e alinhada às necessidades médicas da população e para corresponder à disponibilidade dos profissionais de saúde.”

No que diz respeito aos temas que serão abordados incluem-se o “Risco cardiovascular e objetivos terapêuticos – O que dizem as novas recomendações de abordagem à dislipidemia ESC/EAS 2019?”, “Opções terapêuticas para tratamento da dislipidemia”, “Individualização da terapêutica para cada doente” e “Intolerância às estatinas, adesão terapêutica & outros casos difíceis”. Os quatro módulos vão contar com a participação de docentes universitários e dirigentes de centros hospitalares e associações de saúde.

A direção da Academia Cardiovascular da Sociedade Portuguesa de Cardiologia garante que será atribuído um certificado a todos os profissionais de saúde que participarem na formação.

HN/ Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

Quinze ULS terão equipas dedicadas na área da Saúde Mental

Os primeiros Centros de Responsabilidade Integrados dedicados à Saúde Mental vão arrancar em 15 Unidades Locais de Saúde, numa primeira fase em projeto-piloto e durante 10 meses, segundo uma portaria publicada em Diário da República.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights