Especialistas alertam para aumento de problemas oculares no verão

25 de Junho 2020

A Sociedade Portuguesa de Oftamologia (SPO) afirma que com a chegada do verão, os raios ultravioletas (UV) podem trazer consequências negativas para a visão. De acordo com os especialistas os mecanismos de proteção dos olhos não são suficientes, aconselhando uma menor exposição ao sol nas horas de maior incidência e o uso de óculos com filtro de proteção contra os UV.

Os especialistas alertam que “apesar deste tempo de pandemia em que nos encontramos e dos cuidados recomendados pela DGS para proteção da transmissão do vírus, devemos continuar também a ter cuidados com a visão, especialmente, agora que estamos mais expostos ao sol”.

A médica oftalmologista da SPO, Sandra Barrão, explica que os olhos têm mecanismos próprios de defesa para combater o excesso de radiação UV. “Em situações de alta luminosidade há uma tendência para piscar/semicerrar os olhos. Também a pupila, pelas alterações do seu tamanho, funciona como uma proteção. A córnea e o cristalino são estruturas oculares que também ajudam a diminuir a quantidade de raios que chega à retina”. De acordo com a oftalmologista estes mecanismos não são suficientes.

É neste sentido que os especialistas da área da saúde ocular defendem que a utilização de óculos de sol pode serve como “um reforço importante para diminuir a luminosidade a que o olho está sujeito, dando-lhe um maior conforto”. No entanto, a proteção só é eficaz quando os óculos têm um filtro contra os UV.

Sandra Barrão aconselha ainda a utilização de chapéu-de-sol, evitar as horas de maior incidência solar, utilizar protetor solar e “proteger os olhos dos produtos de desinfecção da água, como, por exemplo, o cloro em ambiente de piscina”. Estas medidas de proteção podem “evitar o aparecimento de problemas oculares”.

De acordo com a SPO a quantidade de radiação UV a que estamos sujeitos “está dependente da hora do dia e da localização geográfica, assim como da capacidade refletora do meio ambiente em que nos encontramos, sendo essencial a proteção ocular em diversas ocasiões para evitar problemas oculares maiores”.

PR/HN/Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights