Continente e Madeira em risco muito elevado de exposição aos raios ultravioleta

28 de Agosto 2020

Portugal continental e o arquipélago da Madeira continuam esta sexta-feira com um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

No arquipélago dos Açores, as ilhas de São Miguel e Terceira estão com níveis elevados e Faial e Flores em risco moderado.

Para as regiões com risco muito elevado, o IPMA aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Adriana Santos: “Tentamos sempre que a ANEEB tenha uma componente de ação social”

Seia foi o local escolhido para a quinta edição da iniciativa solidária +ANEEB, organizada pela Associação Nacional de Estudantes de Engenharia Biomédica (ANEEB). Será nos dias 19, 20 e 21 de julho para alunos e ex-alunos de Engenharia Biomédica e cursos equivalentes, como Bioengenharia, e envolverá a Santa Casa da Misericórdia (lar e Unidade de Cuidados Continuados), a Cruz Vermelha e a associação Nós é Mais Bichos. No penúltimo dia de inscrições (decorrem até 16 de junho), o HealthNews entrevistou a diretora do Departamento de Ensino e Ação Social, Adriana Santos, sobre o projeto.

SIM contra concursos sem local de trabalho definido

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) manifestou-se hoje contra os concursos públicos para médicos sem definição concreta do local de trabalho, afirmando que “é inaceitável e gera instabilidade, insegurança e desmotivação”.

Relatório revela falta de profissionais em cuidados paliativos

Os serviços de cuidados paliativos apresentam “insuficiências significativas”, revela um relatório hoje divulgado, segundo qual em 2022 estavam em falta 39 médicos, 246 enfermeiros, 19 psicólogos e 18 assistentes sociais.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights