Bolsas europeias em baixa, pendentes do avanço da pandemia e das eleições nos EUA

27 de Outubro 2020

As principais bolsas europeias abriram hoje em baixa, preocupadas com o avanço da pandemia em diversos países na Europa e nos Estados Unidos, onde as próximas eleições presidenciais de 03 de novembro também mantêm os investidores cautelosos.

Cerca das 08:45 em Lisboa, o EuroStoxx 600 descia 0,38%, para 354,59 pontos.

As bolsas de Londres, Frankfurt e Paris recuavam 0,20%, 0,87% e 0,31%, respetivamente, bem como a de Milão, que se desvalorizava 0,34%.

Madrid era a exceção, já que subia 0,11%.

Depois de ter aberto em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 08:45, o principal índice, o PSI20, descia 0,79%, para 4.019,49 pontos.

Na segunda-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em baixa, com o Dow Jones a cair 2,29%, para 27.685,38 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado, em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a desvalorizar-se 1,64%, para 11.358,94 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 12.056,33 pontos, em 02 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1804 dólares, contra 1,1816 dólares na segunda-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu com tendência ascendente, a cotar-se a 40,67 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 40,46 dólares na segunda-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

NR/HN/LUSA

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Guilherme Veríssimo: “A saúde começa pela boca”

A evidência científica comprova que a má saúde oral está diretamente relacionada com 23 doenças sistémicas, entre elas a diabetes e as doenças cardiovasculares, e cinco tipos de cancro. Esta realidade pode surpreender a maior parte da população, mas não os dentistas. Em entrevista ao nosso jornal, o Médico Dentista, Guilherme Veríssimo, frisa que a “saúde oral não se resume a uma questão estética”, deixando alguns alertas para a importância da correta higienização dos dentes. O médico dentista aproveitou ainda para desmistificar alguns dos principais mitos associados à doença peridontal.

INEM esclarece que chamadas via 112 são descentralizadas

O INEM esclareceu que as chamadas que dão entrada via 112 para o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) são descentralizadas, avançando que hoje de manhã estavam ao serviço 48 técnicos, 24 dos quais em atendimento.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights