GNR de Esposende com 13 operacionais infetados

19 de Janeiro 2021

A GNR de Esposende, no distrito de Braga, regista um surto de covid-19, com 13 militares infetados, mas a “operacionalidade e serviços de segurança não estão em causa”, disse esta terça-feira o presidente da Câmara, Benjamim Pereira.

Outra fonte adiantou à Lusa que são 13 os operacionais cujo teste realizado apresentou resultado positivo “até segunda-feira”.

“É verdade que um surto de Covid-19 atacou a GNR, mas os serviços e a operacionalidade não estão em causa, não há razão para grandes alarmes”, disse à Lusa do autarca.

Segundo Benjamim Pereira, “nestes casos está garantida a rotatividade, substituição de operacionais, exemplo disso é que ainda este fim de semana esteve a GNR de Vila Nova de Famalicão a realizar fiscalização em Esposende”.

A Lusa tentou obter esclarecimentos junto da GNR de Esposende, mas tal não foi possível.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.031.048 mortos resultantes de mais de 94,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.028 pessoas dos 556.503 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Quase um quarto dos médicos do SNS aderiram à dedicação plena

Quase 2.900 médicos aderiram voluntariamente à dedicação plena desde que entrou em vigor há dois meses, representando cerca de 24% do universo de 12 mil especialistas que trabalham nos hospitais do SNS, segundo dados oficiais avançados hoje à Lusa.

Ana Paula Mendes sobre Centro de Informação do Medicamento: “Vamos este ano assinalar os 40 anos de existência”

Em ano de 40.º aniversário, o Centro de Informação do Medicamento da Ordem dos Farmacêuticos quer “perceber com os farmacêuticos como é que o CIM-OF os tem auxiliado e como é que pode contribuir futuramente para a sua atividade diária”, mas pensa assinalar esta data “envolvendo todo o público-alvo: farmacêuticos e cidadãos”, adiantou ao HealthNews a diretora, Ana Paula Mendes.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights