Primeiro-ministro anuncia suspensão das aulas por 15 dias

21 de Janeiro 2021

O primeiro-ministro acaba de anunciar a interrupção da atividade letiva durante 15 dias.

Ao contrário do que aconteceu no início da pandemia em que foi imposto o ensino à distância, o Governo decidiu interromper as atividade letiva durante 15 dias. António Costa admite que a nova estirpe inglesa obrigou a medidas mais apertadas de forma a proteger a comunidade escolar.

A partir de amanhã todas as creches, escolas e ATL encerram portas e ficam suspensas as aulas durante duas semanas. Apenas podem permanecer abertas as escolas de acolhimento a crianças com menos de 12 anos cujos pais têm de trabalhar por exercerem funções essenciais.

Apesar de considerar necessário o encerramento das escolas para permitir diminuir o número de contágios no país, o primeiro-ministro fez questão de sublinhar que “as escolas não foram nem são um principal foco de infeção”.

Devido à evolução da pandemia passa a ser necessário “apressar o controlo desta situação”. O líder do Governo deseja que “esta interrupção seja de curta duração”, evitando a prolongação desta medida.

Esta interrupção prevê a compensação “com encurtamento ou eliminação de outros períodos”.

De forma a apoiar as famílias foi decidido que os pais de crianças até aos 12 anos terão direito a faltas justificadas ao trabalho (que não estejam abrangidos em regime de teletrabalho), bem como ao acesso a um apoio idêntico ao que foi dado na primeira vaga da pandemia.

Apesar de ser consciente que “não há dinheiro que pague o dano que esta medida causa no processo de aprendizagem das crianças”, Costa contrapõe que “manda o princípio da precaução”.

Portugal registou esta quinta-feira mais 13.544 infetados e 221 mortes associadas à Covid-19.

Desde o início da pandemia Portugal já registou 9.686 mortes e 595.149 casos confirmados.

HN/Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Centro de Saúde de Óbidos reabre na sexta-feira

O Centro de Saúde de Óbidos vai reabrir na sexta-feira, após uma requalificação de mais de meio milhão de euros financiados Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), informou a Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste.

Papa levado para o hospital para fazer exame médico

O Papa Francisco foi levado hoje a um centro médico ligado do hospital Gemelli, na ilha Tiberina, em Roma, para um exame médico após a audiência geral no Vaticano, disseram fontes do Vaticano à agência de notícias ANSA.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights