APDP quer a disponibilização de autotestes para a Covid-19

28 de Janeiro 2021

A Associação Protetora dos Diabéticos em Portugal (APDP) apelou esta quinta-feira à intervenção do Ministério da Saúde em matéria de auto-testes à Covid-19, que a associação julga ser essencial no combate à pandemia.

A associação reforça que a introdução de autotestes é um marco determinante e inovador no diagnóstico da Covid-19. Além disso, o facto de poderem ser utilizados pelas próprias pessoas e darem a conhecer o resultado rapidamente, significa que podem desempenhar um importante papel no combate à pandemia.

José Manuel Boavida, presidente da APDP, apela à intervenção urgente do Ministério da Saúde, defendendo que “os auto-testes representam uma grande oportunidade, pois permitem diminuir a afluência aos laboratórios, e esperar horas ou dias, e transmitem confiança às pessoas, dando-lhes mais opções no conforto e segurança das suas próprias casas. Se clamamos pelo aumento da literacia, este é o caminho. Acreditar nos próprios interessados: já foi assim com a insulina, com os testes de gravidez e da SIDA. Agora é a vez dos testes da Covid-19!”.

Atualmente, a aplicação dos testes rápidos de antigénio só é permitida nos estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde, laboratórios e, a título excecional, às equipas de saúde pública. A APDP defende a venda de testes rápidos de antigénio nas farmácias e a sua utilização massificada, referindo que os farmacêuticos podem ajudar, ensinando as pessoas a autotestarem-se. Para que isso aconteça é preciso, primeiro, a atuação do Infarmed para evitar a especulação e para controlar os preços.

“Se queremos maior envolvimento dos cidadãos, temos de lhes dar as ferramentas necessárias. As pessoas infetadas devem ser identificadas e isoladas o mais depressa possível e tal só será conseguido com testes rápidos e baratos à escala populacional. A própria Comissão Europeia recomenda aos Estados Membros o alargamento do uso dos testes rápidos de antigénio para conter a propagação da Covid-19. Como a História da diabetes e da insulinoterapia já comprovou, não há motivo nenhum para que as pessoas não possam aprender a autotestarem-se”, explica João Filipe Raposo, diretor clínico da APDP.

PR/HN/João Marques

 

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

UC integra estudo mundial sobre aumento da obesidade

Mais de um bilião de pessoas vivem atualmente com obesidade no mundo, segundo um estudo internacional em que participaram investigadores da Universidade de Coimbra (UC), divulgou a instituição.

Quinze ULS terão equipas dedicadas na área da Saúde Mental

Os primeiros Centros de Responsabilidade Integrados dedicados à Saúde Mental vão arrancar em 15 Unidades Locais de Saúde, numa primeira fase em projeto-piloto e durante 10 meses, segundo uma portaria publicada em Diário da República.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights