Cabo Verde anuncia mais 64 infetados e leva 18 dias sem mortes

13 de Agosto 2021

Cabo Verde registou 64 novos infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde do país, que já leva 18 dias sem contabilizar qualquer óbito associado à doença.

Do total de 1.305 resultados recebidos dos laboratórios, aquele ministério cabo-verdiano informou que há 64 casos novos positivos de infeção pelo novo coronavírus, numa taxa de positividade de 4,9%.

Dos novos infetados com Covid-19, metade foram diagnosticados na cidade da Praia (32), enquanto mais sete municípios da ilha de Santiago também registaram novos casos, nomeadamente Santa Catarina e São Miguel, com três cada, Tarrafal (dois) e um cada em São Domingos, São Salvador do Mundo, Santa Cruz e São Lourenço dos Órgãos.

Os restantes casos foram distribuídos por São Vicente (sete), Maio e Sal, três cada, Boa Vista com dois, Fogo com três em São Filipe, um no Porto Novo e outro na Ribeira Brava de São Nicolau.

No 18.º dia consecutivo sem registo de qualquer óbito, as autoridades sanitárias de Cabo Verde deram alta a mais 31 pessoas, elevando para 33.402 os casos considerados recuperados da doença no país.

Cabo Verde chegou assim a um total de 34.235 casos positivos acumulados desde o início da pandemia no país, dos quais 298 resultaram em óbito, e contabiliza 514 casos ativos.

 A Covid-19 provocou pelo menos 4.323.957 mortes em todo o mundo, entre mais de 204,7 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.514 pessoas e foram registados 993.241 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada

Os trabalhadores do Hospital de Braga não querem regressar à Parceria Público-Privada (PPP), garante Camilo Ferreira, coordenador da Comissão de Trabalhadores, que recordou, em conversa com o HealthNews, a exaustão dos profissionais naquele modelo de gestão e, como Entidade Pública Empresarial (EPE), a melhoria das condições de trabalho e do desempenho.

Menopausa: Uma doença ou um processo natural de envelhecimento?

A menopausa foi o “elefante na sala” que a Médis trouxe hoje ao Tejo Edifício Ageas Tejo. O tema foi abordado numa conversa informal que juntou diversos especialistas. No debate, os participantes frisaram que a menopausa não é uma doença, mas sim um “ciclo de vida”. 

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights