Reduzir os níveis de insulina no sangue poderá ajudar a diminuir o risco de contrair Covid-19

19 de Janeiro 2022

Investigadores da Universidade de Osaka descobriram que o SARS-CoV-2 se liga a uma proteína da superfície celular cuja expressão é promovida por altos níveis de insulina no sangue em indivíduos mais velhos, obesos e diabéticos.

Investigadores da Universidade de Osaka descobriram que o SARS-CoV-2 se liga a uma proteína da superfície celular cuja expressão é promovida por altos níveis de insulina no sangue em indivíduos mais velhos, obesos e diabéticos.

Manter os níveis de insulina no sangue dentro de parâmetros rigorosos e saudáveis é um objetivo diário das pessoas com diabetes. Mas agora, investigadores japoneses descobriram que regular os níveis de insulina no sangue pode até ajudar a reduzir o risco de contrair Covid-19. 

Num estudo publicado recentemente na Revista “Diabetes”, investigadores da Universidade de Osaka revelaram que uma proteína denominada GRP78 ajuda o vírus que provoca a Covid-19 a ligar-se e entrar nas células.

A GRP78 é uma proteína presente no tecido adiposo. As pessoas mais velhas, obesas e diabéticas são mais vulneráveis à Covid-19 e, embora as razões ainda não estejam completamente claras, a equipa da Universidade de Osaka lançou alguma luz sobre esta questão.

“Recentemente, sugeriu-se que o tecido adiposo pode ser um grande reservatório para o SARS-CoV-2, o vírus causador da Covid-19”, refere o autor principal do estudo, Jihoon Shin. “Por esse motivo, decidimos investigar se há alguma ligação entre o excesso de tecido adiposo em pacientes mais velhos, obesos e diabéticos e a sua vulnerabilidade à Covid-19.”

Para isso, os cientistas estudaram a GRP78 que, como referiu o investigador, pode estar envolvida na interação do SARS-CoV-2 com as células humanas.

O principal método pelo qual o SARS-CoV-2 entra nas células humanas é através da proteína “spike” na superfície viral, que se liga a uma proteína da superfície celular humana denominada “angiotensin-converting enzyme 2”  (ACE2). Jihoon Shin e colegas descobriram que a proteína “spike” também  se pode se ligar diretamente à GRP78, e que a presença da GRP78 aumenta a ligação à ACE2. 

Para perceberem o envolvimento da GRP78 na vulnerabilidade à Covid-19,  foram verificar a quantidade da proteína GRP78 presente nos tecidos de pacientes mais velhos, obesos e diabéticos. “Os resultados foram muito claros”, explica o autor sénior do estudo, Iichiro Shimomura. “A expressão genética da GRP78 estava aumentada no tecido adiposo, e muito elevada com o aumento da idade, obesidade e diabetes”.

O envelhecimento, a obesidade e a diabetes são conhecidos por estarem associados ao aumento dos níveis de insulina no sangue. Portanto, o grupo  questionou-se se a insulina estaria envolvida na expressão da GRP78 e descobriram que expor células à insulina induziu a expressão da GRP78. 

É importante realçar que a equipa descobriu que o tratamento com medicamentos anti-diabéticos, amplamente prescritos para a redução dos níveis de insulina, também reduzem com sucesso o nível de expressão da proteína GRP78. Além disso, a sua pesquisa mostrou que o exercício e a restrição calórica, em ratinhos de laboratório, contribuem para reduzir os níveis da GRP78 no tecido adiposo.

“As nossas descobertas sugerem que um alto nível de insulina no sangue é um fator de risco importante que pode predispor indivíduos mais velhos, obesos e diabéticos à infeção pela Covid-19. Como tal, controlar a insulina no sangue com intervenções farmacológicas ou com intervenções ambientais, tais como o exercício físico, poderia ajudar a diminuir o risco desses pacientes”, assinala Jihoon Shin.

Informação bibliográfica:

Title: “Possible involvement of adipose tissue in patients with older age, obesity, and diabetes with coronavirus SARS-CoV-2 infection (COVID-19) via GRP78 (BIP/HSPA5): Significance of hyperinsulinemia management in COVID-19”

Journal: Diabetes

Authors: Jihoon Shin, Shinichiro Toyoda, Shigeki Nishitani, Atsunori Fukuhara, Shunbun Kita, Michio Otsuki, Iichiro Shimomura

DOI: 10.2337/db20-1094

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Ministério avalia propostas das ordens nos próximos dois meses

O Governo vai avaliar nos próximos dois meses as propostas apresentadas hoje à ministra da Saúde pelas ordens profissionais, que demonstraram preocupação com a resposta assistencial do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou hoje a ministra.

Doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar na Europa

As doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar nos países da União Europeia (UE) e do Espaço Económico Europeu (EEE), alertou esta segunda-feira o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) no âmbito da Semana Europeia da Vacinação.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights