Ciclone provoca pelo menos vinte mortos e 52 mil deslocados em Madagáscar

7 de Fevereiro 2022

Pelo menos vinte pessoas morreram e mais de 52 mil foram deslocadas em Madagáscar por causa do impacto do ciclone tropical Batsirai, no passado fim de semana, anunciou o Gabinete Nacional de Gestão de Riscos e Catástrofes (BNGRC).

Mais de 55 mil pessoas foram afetadas pelo ciclone, que destruiu mais de três mil casas e inundou mais de 5.500, disse o BNGRC, acrescentando que a região mais atingida foi a de Fitovinany (no sudeste do país).

“O BNGRC está a fazer todos os possíveis para apoiar as vítimas e evitar qualquer perda de vidas”, disse Paolo Emilio Raholinarivo, diretor de estudos e gestão de risco, numa conferência de imprensa na capital, Antananarivo.

“Dada a intensidade do ciclone, o número de vítimas teria sido maior sem a intervenção do BNGRC e as campanhas de sensibilização realizadas antes da chegada do fenómeno”, acrescentou Raholinarivo.

A tempestade Batsirai chegou ao país no sábado, perto da cidade de Mananjary, localizada em Fitovinany, com ventos de mais de 235 quilómetros por hora, segundo o Instituto Meteorológico Malgaxe (Météo-Madagascar).

O ciclone causou inundações, destruiu edifícios e provocou cortes de energia, entre outros danos materiais.

O Presidente de Madagáscar, Andry Rajoelina, viajou hoje para a zona afetada pela catástrofe para avaliar os danos e manifestar “solidariedade” para com as vítimas daquela catástrofe natural.

“Vamos visitar e encorajar os nossos compatriotas que foram afetados”, disse Rajoelina na sua conta do Facebook, acompanhado pela sua esposa, a primeira-dama Mialy Rajoelina.

A Batsirai atingiu Madagáscar depois da passagem da tempestade Ana, em janeiro, que matou pelo menos 58 pessoas, a maioria em Antananarivo, e afetou cerca de 131 mil pessoas em toda a ilha, de acordo com o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU (OCHA).

A tempestade Ana também atingiu Moçambique (25 mortos, 220 feridos e 141.500 pessoas afetadas) e Malaui (33 mortos e 158 feridos), de acordo com a OCHA.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar na Europa

As doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar nos países da União Europeia (UE) e do Espaço Económico Europeu (EEE), alertou esta segunda-feira o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) no âmbito da Semana Europeia da Vacinação.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights