Apresentados os vencedores do Prémio de Jornalismo “A qualidade de vida depois do AVC”

20 de Abril 2022

A associação Portugal AVC – União de Sobreviventes, Familiares e Amigos, realizou, ontem, com o apoio da farmacêutica Bayer, a entrega do prémio de jornalismo “A qualidade de vida depois do AVC” aos dois trabalhos vencedores na categoria de televisão e imprensa.

O evento realizou-se no Sindicato dos Jornalistas em Lisboa e visou distinguir os dois melhores trabalhos jornalísticos que abordassem o tema da qualidade de vida dos sobreviventes a um acidente vascular cerebral (AVC) – a principal causa de incapacidade em Portugal.

Na categoria de televisão o trabalho vencedor foi o da jornalista Cláudia Viana da RTP, com a peça “A cada hora, três portugueses sofrem um AVC”, e na categoria de imprensa, com publicação em papel e/ou online, o prémio foi o para jornalista Sónia Santos Dias, da plataforma Sapo, com o artigo “Sobreviventes de AVC temem consequências da falta de acompanhamento durante a pandemia”.

“É com grande satisfação que a Portugal AVC consegue concretizar a realização deste evento e a entrega do prémio de jornalismo às duas vencedoras. Acreditamos que é importante que se continue a abordar o tema do AVC e, em particular, sobre o grande impacto que uma reabilitação coordenada, multidisciplinar, com qualidade, a começar quanto o antes e sem limites de tempo pré-estabelecidos, pode ter na vida dos sobreviventes e familiares. Esperamos em breve poder lançar uma segunda edição deste prémio e conseguir premiar ainda mais jornalistas que se interessem por este assunto de extrema importância para a saúde pública”, afirma António Conceição – Presidente da Portugal AVC.

“Esta iniciativa da Portugal AVC que conta com o apoio da Bayer desde o seu lançamento faz-nos todo sentido, uma vez que temos um forte compromisso com as doenças cérebro-cardiovasculares e em especial com a missão da Portugal AVC. Infelizmente esta continua a ser a principal causa de morte e incapacidade em Portugal, onde temos feito muitos esforços no tratamento e acompanhamento dos doentes, para que estes episódios sejam cada vez mais evitados”, reforça Jean Malacan, diretor interino de Acesso ao Mercado e Relações Institucionais da Bayer Portugal.

Dos membros do júri fizeram parte: António Conceição – sobrevivente de AVC e Presidente da Portugal AVC; Isabel Nery – sobrevivente de AVC e Presidente Suplente do Sindicato dos Jornalistas; Jorge Jacinto – especialista em Medicina Física de Reabilitação, Diretor de Serviço no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão; e Diana Wong Ramos – sobrevivente de AVC, membro da Direção da Portugal AVC e ex-jornalista.

PR/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

ULS de Braga celebra protocolo com Fundação Infantil Ronald McDonald

A ULS de Braga e a Fundação Infantil Ronald McDonald assinaram ontem um protocolo de colaboração com o objetivo dar início à oferta de Kits de Acolhimento Hospitalar da Fundação Infantil Ronald McDonald aos pais e acompanhantes de crianças internadas nos serviços do Hospital de Braga.

DE-SNS mantém silêncio perante ultimato da ministra

Após o Jornal Expresso ter noticiado que Ana Paula Martins deu 60 dias à Direção Executiva do SNS (DE-SNS) para entregar um relatório sobre as mudanças em curso, o HealthNews esclareceu junto do Ministério da Saúde algumas dúvidas sobre o despacho emitido esta semana. A Direção Executiva, para já, não faz comentários.

FNAM lança aviso a tutela: “Não queremos jogos de bastidores nem negociatas obscuras”

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) disse esta sexta-feira esperar que, na próxima reunião com o Ministério da Saúde, “haja abertura para celebrar um protocolo negocial”. Em declarações ao HealthNews, Joana Bordalo e Sá deixou um alerta à ministra: ” Não queremos jogos de bastidores na mesa negocial. Não queremos negociatas obscuras.”

SNE saúda pedido de relatório sobre mudanças implementadas na Saúde

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) afirmou, esta sexta-feira, que vê com “bons olhos” o despacho, emitido pela ministra da Saúde, que solicita à Direção-Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) um relatório do estado atual das mudanças implementadas desde o início de atividade da entidade.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights