Zélia Lopes: “A EVERMI tornou-se um marco na programação das iniciativas de formação em Medicina Interna”

11 de Maio 2023

A 14.ª edição da Escola de Verão de Medicina Interna (EVERMI), dinamizada pelo Núcleo de Estudos da Formação em Medicina Interna (NEForMI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) irá realizar-se entre 31 de agosto e 3 de setembro de 2023, no Clube de Campo – Vila Galé, em Albernoa, Beja.

Zélia Lopes, diretora do projeto, teve a oportunidade de desvendar mais sobre a formação, que coordena com a codireção de Nuno Bernardino Vieira.  “A EVERMI não é só uma Escola, não é um Congresso, nem sequer um Curso. A EVERMI é uma vivência, é um momento de aprendizagem, reflexão e partilha de conhecimentos, é por todos, entendida como fundamental na formação em Medicina Interna”, começou por salientar.

A médica explicou que nesta edição serão mantidas diversas formas de apresentação dos temas, enriquecendo e dinamizando o programa. Deste modo, no “Laboratório de Urgência” referiu que serão debatidos desafios práticos de abordagem de situações frequentes de uma Urgência Interna de Medicina Interna, mas na discussão de “Casos Clínicos”, apresentados por alunos da EVERMI, será dado valor à abordagem clínica centrada nos doentes, que tão bem caracteriza o Internista.

Por sua vez, no formato “Encontro com o Especialista”, com formação em diversas nosologias, será permitido discutir de forma prática temas como as emergências endocrinológicas, abordagem da fase aguda do AVC isquémico, hipertensão pulmonar, hemorragia digestiva alta, hiperglicemia no internamento e doença renal crónica.

Já nas “Ferramentas do Interno” assistir-se-á à apresentação do tema “História Clínica e Truques e Dicas para conduzir a Consulta”. Zélia Lopes destacou que continua a acreditar que é importante “ver além da Medicina para continuar a ver bem a Medicina” e daí o seu evidente orgulho em momentos de partilha como o “Out of the Box”.

Existe ainda espaço para o formato formativo “Quizz”, onde a diretora apontou que serão discutidos temas no âmbito da gasometria arterial e dermatologia; o workshop “Diretor de Serviço por um dia”; o “Laboratório de Ecografia”, onde será feita a iniciação à Ecografia, que a médica considera ser crucial na abordagem atual dos doentes em qualquer local de tratamento e, por fim, serão proporcionadas conferências sobre o futuro da Medicina Interna e a sua relação com as Especialidades, através do contributo de oradores de referência.

“Acredito que, refletindo sobre o futuro, poderemos garantir um rumo mais aproximado aos nossos sonhos como internistas. Ano após ano vamos ouvindo e lendo as mensagens dos alunos da nossa EVERMI e tentamos acomodar as sugestões na melhoria contínua do programa. O nosso objetivo é ir ao encontro de temas atuais e incontornáveis da Medicina Interna, é favorecer os nossos alunos com reflexão sobre a formação e atualização científica, desenvolvimento de técnicas de comunicação e trabalho em equipa”, recordou Zélia Lopes.

Por fim, a diretora referiu que, aos olhos da EVERMI, todos os alunos são importantes, não é promovida competição, sendo sim fomentados os espaços de conversa e animação, esperando que aconteça anualmente a “magia”, que faz justiça ao desiderato do seu mentor, António Martins Batista. “A EVERMI tornou-se um marco na programação das iniciativas de formação em Medicina Interna, dando oportunidade a que os internos possam programar a sua integração na preparação do seu Internato de Formação Especifica. Contamos com 40 alunos nesta edição. Será uma honra receber cada aluno, com o seu portfólio de experiências e expectativas e que a equipa de formadores da EVERMI tentará sempre promover reflexão e conhecimento”, finalizou a especialista.

NR/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APAH defende autonomia após ministra anunciar auditoria

 A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) defendeu hoje autonomia para as administrações tomarem decisões, depois de a ministra da Saúde anunciar a criação de uma comissão para auditar os conselhos de administração dos hospitais.

Enfermeiros denunciam situação “explosiva” na Linha SNS 24

A Linha SNS 24 vive uma situação “explosiva” e, entre os enfermeiros que prestam serviço nesta linha de atendimento, já se fala em paralisação. A denúncia é feita pelo Sindicato dos Enfermeiros (SE), que teve conhecimento do caso por meio de uma exposição dos enfermeiros que ali prestam serviço, em tempo parcial.

Violência contra a pessoa idosa em debate

A Câmara Municipal de Ponta Delgada (São Miguel, Açores) promove na próxima sexta-feira, às 9h30, uma palestra subordinada ao tema da consciencialização da violência contra a pessoa idosa, isto na véspera do dia mundial que lhe é dedicado pela Organização das Nações Unidas.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights