FNAM diz ser “fundamental” retomar negociações

17 de Novembro 2023

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) disse hoje, em Bruxelas, aguardar um convite formal do ministro da Saúde para uma nova ronda negocial, reconhecendo ser “fundamental” voltar à mesa das negociações.

Em declarações à Lusa, a presidente da Fnam, Joana Bordalo e Sá, referiu ter sabido “com surpresa” das intenções do ministro através da comunicação social, aguardando que “seja enviado formalmente um pedido de reunião, com uma ordem de trabalhos e com documentos, para que o processo possa ser sério”.

A dirigente da Fnam acrescentou ainda: “É urgente voltarmos todos à mesa [das negociações]”, tendo em conta a situação no país, com urgências encerradas e os utentes sem acesso a cuidados médicos, ”sobretudo no interior, onde as pessoas têm de correr quilómetros, muitas vezes sem transportes, para conseguirem chegar a um serviço de urgência.

Joana Bordalo e Sá salientou ser “fundamental também que o espírito do ministro da Saúde, doutor Manuel Pizarro, seja também diferente e que haja uma vontade política de resolver esta situação e de se aproximar dos médicos”.

Uma delegação da Fnam deslocou-se hoje a Bruxelas, onde se reuniu com a comissária europeia para a Saúde, Stella Kyriakides e também com eurodeputados.

Aos interlocutores, a Fnam veio dar conta das condições de trabalho dos médicos e fazer um retrato da “grande agonia” do Serviço Nacional de Saúde.

Entretanto, o Ministério da Saúde divulgou que as negociações com os sindicatos representativos dos médicos serão retomadas na próxima quinta-feira, dia 23 de novembro.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APAH defende autonomia após ministra anunciar auditoria

 A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) defendeu hoje autonomia para as administrações tomarem decisões, depois de a ministra da Saúde anunciar a criação de uma comissão para auditar os conselhos de administração dos hospitais.

Enfermeiros denunciam situação “explosiva” na Linha SNS 24

A Linha SNS 24 vive uma situação “explosiva” e, entre os enfermeiros que prestam serviço nesta linha de atendimento, já se fala em paralisação. A denúncia é feita pelo Sindicato dos Enfermeiros (SE), que teve conhecimento do caso por meio de uma exposição dos enfermeiros que ali prestam serviço, em tempo parcial.

Violência contra a pessoa idosa em debate

A Câmara Municipal de Ponta Delgada (São Miguel, Açores) promove na próxima sexta-feira, às 9h30, uma palestra subordinada ao tema da consciencialização da violência contra a pessoa idosa, isto na véspera do dia mundial que lhe é dedicado pela Organização das Nações Unidas.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights