Debate explora desafios nos Açores sob o olhar dos imigrantes

6 de Dezembro 2023

No âmbito do XIV Encontro de Sociologia dos Açores, realizado em novembro, realizar-se-á um debate sobre os desafios dos imigrantes nos Açores, no Café Baía dos Anjos, no dia 11 de dezembro.

O debate, a partir das 18h, com José Andrade, Leoter Viegas e Ana Silva, pretende explorar várias questões sob o olhar dos imigrantes nos Açores. “Perceber os seus percursos e desafios nesta Região significa perceber melhor a abertura (ou não) da comunidade aos imigrantes. Perceber se o acolhimento se traduz numa relação de alteridade pautada pelo respeito, ou se numa mera tentativa de tolerância inquieta e nebulosa.”

“Para compreender os desafios dos imigrantes nos Açores surge a necessidade de enquadrar no atual contexto das sociedades contemporâneas, agora alimentadas pela incerteza, insegurança e extraordinária vulnerabilidade. Bem sabemos que quando um país passa por momentos de maior instabilidade, quer social, quer económica e/ou política acentuam-se as posições extremadas e fabricações maniqueístas em relação ao ‘Outro’, o diferente, o estrangeiro, o unheimlich. Tais distorções culturais materializam o espírito de uma época marcada pelo medo e angústia social. Medo este que subestima a fraternidade e envenena a cooperação”, lê-se no comunicado de imprensa.

A iniciativa tem o apoio do Governo dos Açores, através da Direção Regional das Comunicações e da Transição Digital (DRCTD).

O evento é aberto ao público.

Mais informações em: https://xivesa2023.my.canva.site/.

PR/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Trabalhadores da Cruz Vermelha exigem melhores condições de trabalho

 Vários sindicatos denunciaram esta terça-feira as “condições de trabalho desiguais” dos trabalhadores das diferentes delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, voltando a exigir um acordo de empresa que garanta iguais direitos e melhores condições laborais.

708 novos dadores na região do Médio Tejo em 2023

O Serviço de Imuno-Hemoterapia da Unidade Local de Saúde do Médio Tejo (ULS Médio Tejo) colheu, durante os 12 meses de 2023, 6.083 dádivas de sangue nas suas três unidades hospitalares. Foram 708 os novos dadores da região.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights