Acidente rodoviário com dois mortos e 10 feridos na zona de Cuba

18 de Dezembro 2023

A Estrada Nacional (EN) 387, em Cuba, no distrito de Beja, reabriu ao trânsito às 10:50 de hoje, após cerca de quatro horas cortada devido a um acidente rodoviário com dois mortos e 10 feridos, informou a GNR.

Uma fonte do Comando Territorial de Beja da GNR indicou à agência Lusa que a circulação rodoviária na EN387, que liga Vidigueira a Ferreira do Alentejo, foi retomada às 10:50.

Segundo a GNR, o acidente, para o qual foi dado alerta aos bombeiros às 06:44, envolveu uma carrinha de caixa aberta e uma carrinha de nove lugares.

As vítimas mortais, que seguiam na carrinha de nove lugares, são dois homens estrangeiros, um com 31 anos de nacionalidade romena e o outro com 44 de nacionalidade moldava, referiu a fonte da Guarda.

Segundo a mesma fonte, os dois homens eram trabalhadores agrícolas.

Contactado pela Lusa, o comandante dos Bombeiros de Cuba, José Galinha, salientou que, além das vítimas mortais, o acidente provocou ainda dois feridos graves e oito ligeiros, todos transportados para as urgências do hospital de Beja.

Este responsável atualizou a informação sobre o número de feridos resultantes do acidente, explicando que um deles recusou inicialmente assistência, mas acabou por ser transportado ao hospital por se ter sentido mal.

Os feridos graves, precisou, são dois homens de 62 e 48 anos, que, tal como as vítimas mortais, seguiam na carrinha de nove lugares.

José Galinha disse que os feridos ligeiros são duas mulheres de 41 e 37 anos e seis homens de 26, 18, 36, 22, 45 e 34 anos.

As vítimas, de acordo com o comandante dos bombeiros, são sete cidadãos moldavos, três portugueses e dois romenos.

O responsável assinalou que a carrinha de nove lugares transportava trabalhadores agrícolas e que a outra viatura levava operários da construção civil de uma empresa de Cuba.

Um total de 29 operacionais, com o apoio de 14 veículos, foi mobilizado para o local.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Meira diz que Força Aérea não tinha meios para ajudar INEM

O presidente demissionário do INEM revelou hoje que quando o instituto foi forçado a reduzir o serviço de helicópteros durante a noite, no início do ano, contactou a Força Aérea, que disse não ter meios para poder garantir a resposta necessária.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights