João Pedro e André Novo; Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação; Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação

Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação (RPER): A divulgação da investigação em enfermagem de reabilitação

01/15/2024

A Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação (RPER), propriedade da Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação (APER), tem como missão principal a promoção do conhecimento científico em enfermagem de reabilitação.

Desde a publicação do primeiro número, em junho de 2018, foram já publicados mais 15 números. Esta é uma publicação semestral, sendo que já foram publicados dois números especiais: um dedicado a estudos de casos e outro dedicado à temática COVID-19. A RPER conta já com um total de 142 artigos científicos publicados, sendo a sua maioria artigos originais de investigação e revisões de literatura.

A Equipa Editorial, para além de Editor Chefe, Editor Gestor e Editor Sénior, conta com uma Comissão Editorial Nacional (4 elementos) e uma Comissão Editorial Internacional (7 elementos). Todo o trabalho desenvolvido pelos elementos da Equipa Editorial e do grupo de Revisores é não remunerado.

O processo de revisão é duplamente cego (a RPER conta com mais de 100 revisores registados, nacionais e internacionais). Todos os artigos são submetidos a software antiplágio, neste caso o Crossref Similarity Check e a todos é atribuída uma página de internet individual, dentro da página da RPER, a que corresponde um DOI (digital object identifier). A estrutura da RPER está montada tendo por base a Plataforma OJS/PKP e todos os artigos, disponibilizados em texto completo em português e inglês, estão disponíveis em acesso aberto (open access). No último ano, o site da RPER teve mais de 70 mil acessos.

A metodologia de publicação dos artigos já passou por várias fases, por exemplo, artigos ahead of print, mas atualmente a RPER rege-se pela publicação contínua. Este regime consiste em publicar o artigo individualmente, logo que seja aprovado, sem necessidade de aguardar pelo fecho de um número da revista.

Sendo uma das nossas preocupações o desenvolvimento tecnológico e o acesso fácil às publicações, foi recentemente lançada uma aplicação para telemóveis e tablets. Atualmente esta aplicação apenas se encontra disponível para sistema Android encontrando-se em fase de desenvolvimento também para sistema IOS.

A RPER é indexada a diversas bases de dados nacionais e internacionais, o que lhe confere credibilidade, visibilidade, confiança e que é o reflexo da qualidade da revista. Está neste momento indexada a 4 agregadores, a 16 indexadores e recorre a 10 identificadores (ORCID, DOI, por exemplo) e ao reconhecimento dos revisores pela Publons e a Reviewer Credits. Dos indexadores destacamos o Google Académico, o RCAAP, a LATINDEX, o DOAJ, a SCIELO (que nos permite integrar as pesquisas efetuadas na Web of Science [WOS]) e a EBSCO/CINAHL. O processo de indexação na SCOPUS foi aceite no final de novembro de 2023, sendo já possível fazer pesquisas dos artigos na plataforma SCOPUS, apesar da página própria dedicada à RPER ainda não estar disponível.

Na sua curta história a RPER caracterizou-se por dar passos pequenos, mas seguros, sendo a sua qualidade metodológica sempre garantida. Durante estes anos, um pequeno grupo de sonhadores conseguiu atingir objetivos que julgavam não serem alcançáveis em tão pouco tempo. Graças ao seu trabalho e resiliência, características muito próprias dos Enfermeiros de Reabilitação, conseguiram divulgar a investigação realizada por estes internacionalmente.

A RPER contribui, orgulhosamente, para o engrandecimento do corpo de conhecimento desta especialidade e é cada vez mais uma ferramenta essencial do trabalho dos Enfermeiros de Reabilitação.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Carolina Guedes sobre a LisbonPH: “Somos o paradigma da mudança no setor da Saúde”

A LisbonPH, associação sem fins lucrativos fundada por estudantes empreendedores, organiza esta sexta-feira um evento comemorativo do seu décimo aniversário. Através do desenvolvimento de projetos focados no Profissional de Saúde, a associação tem trabalhado para ser o “paradigma da mudança no setor da saúde”. Em entrevista ao nosso jornal, a Presidente Executiva sublinhou alguns dos principais desafios e revelou as metas para a próxima década.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights