Hospital de Braga projeta investimento de 41 milhões de euros em unidade de ambulatório

16 de Fevereiro 2024

O presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde de Braga defendeu a necessidade de construir uma unidade de ambulatório no hospital daquela cidade, para aumentar a capacidade de resposta para 10 mil cirurgias por ano.

“É uma necessidade que nós sentimos, vai aumentar muito a nossa capacidade. Eu diria que uma grande parte da nossa atividade de ambulatório já é feita no exterior por falta de capacidade”, sublinhou.

Em entrevista à Lusa, Domingos Sousa adiantou que está em causa um investimento superior a 41 milhões de euros, que permitiria reduzir em muito a contratualização que o Hospital de Braga atualmente está obrigado a fazer com o exterior, por falta de capacidade de resposta.

O presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS) de Braga lembrou que o atual hospital foi projetado há muitos anos e que, entretanto, a população alvo cresceu e as valências aumentaram.

Segundo o responsável, essa nova unidade integrará cinco salas de bloco operatório de ambulatório, hospital de dia, consultas de grupo, consulta de oncologia e gabinetes de consulta externa.

O bloco de ambulatório terá cinco pisos e capacidade para 10 mil cirurgias por ano.

“Queremos aumentar a nossa capacidade de ambulatório a nível de blocos operatórios, para sermos mais ativos e resolutivos nessa questão”, acrescentou.

Domingos Sousa afirmou que o bloco “está no plano de investimentos” da ULS, mas ainda não há quaisquer previsões para o avanço da obra.

No plano de investimentos da ULS de Braga está também a compra de dois angiógrafos, aparelhos próprios para efetuar exames radiográficos aos vasos sanguíneos, de um robô cirúrgico e um aparelho de tomografia axial computorizada (TAC).

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da ULS de Braga, há ainda um investimento, já contratualizado com o município de Braga, para a criação e requalificação das unidades de saúde do concelho até 2026.

A ULS de Braga é constituída pelo Hospital de Braga e pelos dois agrupamentos de saúde do Cávado, servindo cerca de 318 mil utentes dos municípios de Amares, Braga, Póvoa do Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde.

Conta com um total de perto de 4.500 profissionais, dos quais cerca de 1.600 são enfermeiros e 1.200 médicos.

Neste momento, e segundo Domingos Sousa, há 2.000 utentes sem médico de família, uma situação que diz que estará ultrapassada em inícios de julho, com o alargamento da unidade de saúde familiar de Tebosa, em Braga.

Em termos de listas de espera cirúrgica no Hospital de Braga, as especialidades mais críticas são oftalmologia, ortopedia e otorrinolaringologia.

Já em termos de consulta externa, as especialidades de dermatologia, ortopedias e oftalmologia são as que registam mais doentes em lista de espera.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Prémio de Investigação Noémia Afonso recebe trabalhos até 31 de julho

O Prémio de Investigação Noémia Afonso, promovido pela Sociedade Portuguesa de Senologia (SPS), anunciou a extensão do prazo de envio dos trabalhos até 31 de julho de 2024. A iniciativa tem como objetivo incentivar a cultura científica e fomentar a investigação clínica na área do cancro da mama.

Guadalupe Simões: Quantidade de atos “não se traduz em acompanhamento com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”

Esta sexta-feira, Guadalupe Simões, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, criticou a escolha do Governo de pagar pela quantidade de atos. “Quando o Governo diz que dá incentivos ou que dá suplementos financeiros se fizerem mais intervenções cirúrgicas, se tiverem mais doentes nas listas, se operarem mais doentes no âmbito dos programas do SIGIC, se, se, se, está sempre a falar de quantidade de atos, que não se traduz em acompanhamento das pessoas com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”, explicou ao HealthNews.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights