“A vacinação das crianças é crucial” – Governo

21 de Abril 2020

Lisboa, 21 abr 2020 (Lusa) - O secretário de Estado da Saúde apelou hoje para que a vacinação das crianças não seja adiada, caso contrário "Portugal pode enfrentar surtos de outras doenças" e garantiu que "o Serviço Nacional de Saúde (SNS) está preparado para responder".

Lisboa, 21 abr 2020 (Lusa) – O secretário de Estado da Saúde apelou hoje para que a vacinação das crianças não seja adiada, caso contrário “Portugal pode enfrentar surtos de outras doenças” e garantiu que “o Serviço Nacional de Saúde (SNS) está preparado para responder”.

“Continuamos em estado de emergência e nunca é demais referir e elogiar a atitude responsável da maioria dos portugueses. Mas não podemos deixar o medo vencer. A vacinação das crianças é crucial. Portugal conseguiu atingir ao longo dos anos elevadas taxas de cobertura vacinal”, disse António Lacerda Sales, na conferência de imprensa diária para fazer o balanço da pandemia no país.

No dia em que pela primeira vez o número de casos recuperados devido à covid-19 (917) é superior ao número de óbitos (762), o governante apelou à “responsabilidade” dos pais.

“Ainda que atravessemos um período e um momento difícil, os pais não devem adiar a vacinação dos seus filhos sob pena de Portugal enfrentar um surto de outras doenças infecciosas evitáveis e com consequências potencialmente graves mais tarde”, disse o secretário de Estado da Saúde.

António Lacerda Sales garantiu que “o SNS está preparado para responder”, frisando que “este é um momento de responsabilidade e não de retrocesso nas conquistas coletivas”.

Portugal regista hoje 762 mortos associados à covid-19, mais 27 do que na segunda-feira, e 21.379 infetados (mais 516), indica o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comparando com os dados de segunda-feira, em que se registavam 735 mortos, hoje constatou-se um aumento percentual de 2,5%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, os dados da DGS revelam que há mais 516 casos do que na segunda-feira, representando uma subida de 3,7%.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (441), seguida pelo Centro (171), pela região de Lisboa e Vale Tejo (133), do Algarve (11) e dos Açores (6), adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de segunda-feira.

PFT // HB

Lusa/Fim

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM aponta quatro prioridades para reunião com o Governo

A presidente da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) identificou hoje os salários, as 35 horas semanais, a integração dos médicos internos na carreira e as progressões como prioridades para o encontro da próxima sexta-feira com o Governo.

ULS de Braga certifica mais 35 profissionais no âmbito do Programa Qualifica AP

A Unidade Local de Saúde de Braga (ULS de Braga) finalizou, esta semana, o processo de certificação de mais 35 profissionais, no âmbito do Programa Qualifica AP, uma iniciativa desenvolvida em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), através do Centro Qualifica AP.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights