França ultrapassa 22.000 mortos

24 de Abril 2020

Paris, 24 abr 2020 (Lusa) - A França registou nas últimas 24 horas 389 mortes associadas à covid-19 em meio hospitalar e nos lares, perfazendo um total de 22.245 óbitos desde o início da pandemia, anunciou hoje fonte oficial.

Paris, 24 abr 2020 (Lusa) – A França registou nas últimas 24 horas 389 mortes associadas à covid-19 em meio hospitalar e nos lares, perfazendo um total de 22.245 óbitos desde o início da pandemia, anunciou hoje fonte oficial.

Os números foram divulgados em conferência de imprensa pelo diretor-geral da Saúde, Jérôme Salomon.

Desde 01 de março, em meio hospitalar morreram 13.852 pessoas e nos lares foram registados 8.393 óbitos.

Em França, 28.658 pessoas estão hospitalizadas devido à covid-19 e 4.870 destes pacientes permanecem nos cuidados intensivos.

No total, desde o início da pandemia do novo coronavírus no país, foram internadas nos hospitais mais de 87 mil pessoas e mais de 15 mil passaram pelas unidades de cuidados intensivos.

A França registou 122.577 casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 200 mil mortos e infetou mais de 2,7 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 720 mil doentes foram considerados curados.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Esclerose Múltipla

Cristiana Lopes Martins, fisiatra nos hospitais de Portimão e Lagos (Unidade Local de Saúde do Algarve) e na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano; Eduarda Afonso, fisiatra no hospital de Faro (Unidade Local de Saúde do Algarve)

Enfermeiros querem reunir com António Gandra d’Almeida

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) saudou esta quarta-feira a eleição de António Gandra d’Almeida como novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde. Em declarações ao nosso jornal, o responsável afirmou que vai solicitar uma reunião com António Gandra d’Almeida e a nova equipa.

Fernando Araújo: Autorizações para contratar médicos “têm demorado menos que três dias úteis”

Na comissão parlamentar de Saúde, esta quarta-feira, Fernando Araújo apresentou os feitos da reforma do Serviço Nacional de Saúde e da equipa que liderou enquanto diretor executivo. A reforma “tem conseguido alterar esta burocracia, estes patamares administrativos, estes tempos que eram incomportáveis na gestão do SNS”, tendo decorrido com o envolvimento dos profissionais: “de baixo para cima”.

Fernando Araújo: “Não estive em nenhuma das reuniões do grupo de emergência”

O antigo diretor executivo, ouvido hoje na comissão parlamentar de Saúde, disse que a DE-SNS não teve conhecimento do plano estratégico do novo ministério. “Não é num tom de crítica, é apenas factual”, ressalvou. Para Fernando Araújo, não fazia sentido implementar medidas perante a vontade de “fazer algo diferente”.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights