Cerca de 30% dos infetados contraiu o vírus em casa

26 de Abril 2020

Lisboa, 26 abr 2020 (Lusa) - Cerca de 30% de uma amostra de casos de covid-19 confirmados no país contraíram o vírus em casa e 25% em instituições coletivas, anunciou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido.

Lisboa, 26 abr 2020 (Lusa) – Cerca de 30% de uma amostra de casos de covid-19 confirmados no país contraíram o vírus em casa e 25% em instituições coletivas, anunciou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido.

“Em cerca de 30% dos casos em que foi identificada a transmissão esta ocorreu no local de habitação”, afirmou a ministra na conferência de imprensa diária de atualização de informação sobre a pandemia de covid-19.

Os dados reportam a uma análise da Direção-Geral de Saúde com uma amostra de 2.958 casos confirmados entre os dias 18 e 24 de abril no país, que vai passar a ser divulgada e partilhada com regularidade.

Para a ministra, estes dados mostram que se tem que ter “em atenção que quem está em domicílio [e infetado] continua a ter necessidade de cuidados especiais”.

Da análise realizada, foi também identificado que 25% dos casos correspondiam a situações de surto em instituições coletivas, como lares, instituições particulares de solidariedade social, hostels ou empresas.

A ministra da Saúde frisou também que 9% dos casos confirmados desta amostra referiam casos de transmissão social, a partir de contactos com amigos e familiares que não habitavam na sua residência.

Face a essa informação, Marta Temido voltou a apelar “a que ninguém, em qualquer circunstância, baixe as medidas de prevenção da transmissão de infeção”.

A análise mostra “que o esforço que tem sido desenvolvido tem que ser continuado”, sendo necessário “continuar a garantir as medidas” que têm sido aplicadas, defendeu.

Dos 2.958 casos confirmados incluídos na análise, 44% tinham informação sobre o tipo de transmissão.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Esclerose Múltipla

Cristiana Lopes Martins, fisiatra nos hospitais de Portimão e Lagos (Unidade Local de Saúde do Algarve) e na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano; Eduarda Afonso, fisiatra no hospital de Faro (Unidade Local de Saúde do Algarve)

Enfermeiros querem reunir com António Gandra d’Almeida

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) saudou esta quarta-feira a eleição de António Gandra d’Almeida como novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde. Em declarações ao nosso jornal, o responsável afirmou que vai solicitar uma reunião com António Gandra d’Almeida e a nova equipa.

Fernando Araújo: Autorizações para contratar médicos “têm demorado menos que três dias úteis”

Na comissão parlamentar de Saúde, esta quarta-feira, Fernando Araújo apresentou os feitos da reforma do Serviço Nacional de Saúde e da equipa que liderou enquanto diretor executivo. A reforma “tem conseguido alterar esta burocracia, estes patamares administrativos, estes tempos que eram incomportáveis na gestão do SNS”, tendo decorrido com o envolvimento dos profissionais: “de baixo para cima”.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights