Hospitais e clínicas CUF retomam gradualmente atividade normal

27 de Abril 2020

Lisboa, 27 abr 2020 (Lusa) – O grupo CUF anunciou hoje que está a “retomar gradualmente” as consultas, exames e cirurgias que estavam suspensos na sequência da pandemia de covid-19, acrescentando que serão implementadas várias regras para garantir a segurança dos utentes e profissionais de saúde.

Lisboa, 27 abr 2020 (Lusa) – O grupo CUF anunciou hoje que está a “retomar gradualmente” as consultas, exames e cirurgias que estavam suspensos na sequência da pandemia de covid-19, acrescentando que serão implementadas várias regras para garantir a segurança dos utentes e profissionais de saúde.

De acordo com um comunicado publicado hoje na página da CUF na internet, o grupo está a “retomar gradualmente a atividade programada da CUF – consultas, exames e cirurgias, entre outros atos clínicos, suspensos devido ao período de contenção” da pandemia da doença provocada por um novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Este recomeço da atividade regular dos hospitais e clínicas da rede CUF avançou hoje e será alargado a partir de segunda-feira, 04 de maio.

Para garantir a segurança dos utentes e dos profissionais de saúde será feito o “rastreio de temperatura a todos os que entrarem” naquelas unidades de saúde.

A CUF também vai fornecer uma máscara cirúrgica de proteção individual a “todos os clientes e profissionais [de saúde] à entrada dos edifícios”, além da “segregação de circuitos e de alterações nas zonas comuns”, nomeadamente, as salas de espera.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 209 mil mortos e infetou quase três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 818 mil doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Portugal contabiliza 928 mortos associados à covid-19 em 24.027 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 25 mortos (+2,8%) e mais 163 casos de infeção (+0,7%).

Das pessoas infetadas, 995 estão hospitalizadas, das quais 176 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou 1.329 para 1.357.

Portugal cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo já anunciou a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 01 a 03 de maio.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights