Turquia vai enviar equipamentos médicos para os Estados Unidos

27 de Abril 2020

Istambul, 27 abr 2020 (Lusa) – A Turquia vai enviar na terça-feira para os Estados Unidos um avião com equipamentos médicos destinados a combater a pandemia do novo coronavírus, indicou hoje o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Istambul, 27 abr 2020 (Lusa) – A Turquia vai enviar na terça-feira para os Estados Unidos um avião com equipamentos médicos destinados a combater a pandemia do novo coronavírus, indicou hoje o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

“Amanhã [terça-feira] vamos enviar uma ajuda médica aos Estados Unidos: proteções faciais, máscaras N95 e produtos desinfetantes”, declarou Erdogan durante uma intervenção transmitida pela televisão, para acrescentar que o material será transportado num avião militar.

Os Estados Unidos, com cerca de 55.000 mortos e mais de 960.000 casos de infeções confirmadas, são o país mais atingido pela pandemia da codiv-19, apesar de a administração da Casa Branca questionar a fiabilidade dos números divulgados por outros países, em particular a China.

O Presidente Erdogan tem optado por enfatizar a ajuda enviada pelo seu país ao estrangeiro, repetindo que a Turquia protagonizou uma melhor gestão da crise face aos países ocidentais.

No entanto, e de acordo com o último balanço oficial divulgado no domingo, a Turquia também está a ser duramente atingida pelo novo coronavírus, com 2.800 mortes e mais de 110.000 casos de pessoas infetadas.

Num reconhecimento sobre a prevalência da crise, Erdogan anunciou um confinamento total de 01 a 03 de maio, e acrescentou que o seu Governo admite proibir as saídas à rua da população durante os próximos fins de semana.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 206 mil mortos e infetou quase três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Perto de 810 mil doentes foram considerados curados.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (54.877) e mais casos de infeção confirmados (cerca de 965 mil).

Seguem-se Itália (26.644 mortos, mais de 197 mil casos), Espanha (23.521 mortos, mais de 209 mil casos), França (22.856 mortos, cerca de 162 mil casos) e Reino Unido (21.092 mortos, mais de 157 mil casos).

Por regiões, a Europa soma mais de 124 mil mortos (mais de 1,3 milhões de casos), Estados Unidos e Canadá mais de 57 mil mortos (mais de um milhão de casos), Ásia mais de 8.000 mortos (mais de 204 mil casos), América Latina e Caribe mais de 8.000 mortos (quase 170 mil casos), Médio Oriente quase 6.400 mortos (mais de 156 mil casos), África mais de 1.400 mortos (quase 32 mil casos) e Oceânia 109 mortos (mais de oito mil casos).

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Relatório de saúde STADA 2024: sistemas de saúde na Europa precisam de reformas urgentes

Os sistemas de saúde europeus estão em crise e necessitam de uma reforma urgente, revela o Relatório de Saúde da STADA 2024. Este inquérito representativo, que envolveu cerca de 46.000 entrevistados em 23 países europeus, destaca que os sistemas de saúde não conseguem atender adequadamente às necessidades de muitos europeus, levando-os a assumir a responsabilidade pela sua própria saúde.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights