China acusa EUA de “mentiras descaradas” após Trump falar em indemnização

28 de Abril 2020

A China acusou hoje os Estados Unidos de "mentiras descaradas", após o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter admitido a possibilidade de reivindicar uma indemnização a Pequim pelos danos causados pela pandemia do coronavírus

“Os políticos dos EUA ignoraram repetidamente a verdade e proferiram mentiras descaradas”, disse o porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Geng Shuang, em conferência de imprensa, após ser questionado sobre as declarações de Trump.

“Eles têm apenas um objetivo: isentarem-se de qualquer responsabilidade pela forma como geriram a epidemia e desviar a atenção”, acrescentou.

Trump referiu, na segunda-feira, a possibilidade de pedir a Pequim o pagamento de milhares de milhões de dólares em compensação pelos danos causados pelo novo coronavírus.

“Estamos descontentes com a China”, afirmou, em conferência de imprensa. A doença “poderia ter sido parada na fonte e não se ter espalhado pelo mundo”, justificou.

“Existem várias maneiras de responsabilizá-los, estamos a conduzir uma investigação muito séria” sobre esse assunto, acrescentou.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou perto de 211 mil mortos e infetou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 818 mil doentes foram considerados curados.

Com quase um terço dos casos e mais de 56.000 mortes, os Estados Unidos são de longe o país mais afetado no mundo.

Desde o início da epidemia, na cidade chinesa de Wuhan, a China registou, no total, 82.836 infetados e 4.633 mortos devido a Covid-19.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Esclerose Múltipla

Cristiana Lopes Martins, fisiatra nos hospitais de Portimão e Lagos (Unidade Local de Saúde do Algarve) e na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano; Eduarda Afonso, fisiatra no hospital de Faro (Unidade Local de Saúde do Algarve)

Enfermeiros querem reunir com António Gandra d’Almeida

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) saudou esta quarta-feira a eleição de António Gandra d’Almeida como novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde. Em declarações ao nosso jornal, o responsável afirmou que vai solicitar uma reunião com António Gandra d’Almeida e a nova equipa.

Fernando Araújo: Autorizações para contratar médicos “têm demorado menos que três dias úteis”

Na comissão parlamentar de Saúde, esta quarta-feira, Fernando Araújo apresentou os feitos da reforma do Serviço Nacional de Saúde e da equipa que liderou enquanto diretor executivo. A reforma “tem conseguido alterar esta burocracia, estes patamares administrativos, estes tempos que eram incomportáveis na gestão do SNS”, tendo decorrido com o envolvimento dos profissionais: “de baixo para cima”.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights