Ocupação de camas de cuidados intensivos é de 54%

28 de Abril 2020

Lisboa, 28 abr 2020 (Lusa) – O secretário de Estado da Saúde afirmou hoje que estão ocupadas 54 por cento das camas de cuidados intensivos em Portugal, considerando que o número é "um bom indicador" da prontidão destas unidades a partir do desconfinamento da população.

Lisboa, 28 abr 2020 (Lusa) – O secretário de Estado da Saúde afirmou hoje que estão ocupadas 54 por cento das camas de cuidados intensivos em Portugal, considerando que o número é “um bom indicador” da prontidão destas unidades a partir do desconfinamento da população.

Na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia da covid-19 em Portugal, António Lacerda Sales indicou que há 334 pessoas internadas em unidades de cuidados intensivos e que existem 289 camas vagas. Dos internados, 172 (51,4 por cento) foram diagnosticados com covid-19.

“Parece-me que temos aqui um espaço de algum conforto, não só para acolhermos aquilo que é matéria covid neste momento, como prepararmos também toda a nossa atividade em cuidados intensivos em conjunto com a ‘task force’ que estuda este processo”, afirmou.

Em relação a um eventual aumento de casos a partir do fim do estado de emergência, que termina à meia-noite do dia 02 de maio, com o desconfinamento progressivo da população e o regresso à atividade, Lacerda Sales considerou que é “matéria de grande preocupação” mas que a taxa de ocupação atual dá espaço para preparar a “atividade pós-covid”.

Para isso, os serviços de saúde estão a contar com “250 intensivistas” e ainda pneumologistas, anestesistas e internistas que estão a trabalhar nos cuidados intensivos.

Portugal contabiliza 948 mortos associados à covid-19 em 24.322 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado hoje.

Relativamente ao dia anterior, há mais 20 mortos (+2,2%) e mais 295 casos de infeção (+1,2%).

Das pessoas infetadas, 936 estão hospitalizadas e o número de casos recuperados passou de 1.357 para 1.389.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 211 mil mortos e infetou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 832 mil doentes foram considerados curados.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Relatório de saúde STADA 2024: sistemas de saúde na Europa precisam de reformas urgentes

Os sistemas de saúde europeus estão em crise e necessitam de uma reforma urgente, revela o Relatório de Saúde da STADA 2024. Este inquérito representativo, que envolveu cerca de 46.000 entrevistados em 23 países europeus, destaca que os sistemas de saúde não conseguem atender adequadamente às necessidades de muitos europeus, levando-os a assumir a responsabilidade pela sua própria saúde.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights