Itália esclarece contagem de mortes e refuta novo ‘pico’ da pandemia

3 de Maio 2020

A Proteção Civil italiana esclareceu que os 474 mortos hoje anunciados no boletim sobre a pandemia de covid-19 incluem 282 óbitos fora dos hospitais em abril que não tinham sido contabilizados, reduzindo a 192 as vítimas das últimas 24 horas.

A atualização surgiu desde a região da Lombardia, o epicentro da pandemia em Itália, pouco depois da apresentação dos dados que fez temer o aparecimento de um novo ‘pico’ de mortalidade. Em cada um dos últimos dois dias tinham sido registadas menos de 300 vítimas e a cifra de 474 óbitos seria a mais alta desde 12 de abril.

“A região da Lombardia, na sequência da nossa comunicação, especificou que o aumento de 329 mortes em relação ao dia anterior inclui 47 vítimas registadas nas últimas 24 horas e 282 anteriormente não contabilizadas”, avançou a Proteção Civil através da sua conta na rede social Twitter.

Assim, as 192 mortes por covid-19 desde sexta-feira são o valor mais baixo contabilizado pelas autoridades transalpinas desde 14 de março. O total de vítimas mortais em Itália pela infeção provocada pelo novo coronavírus ascende agora a 28.710 e faz do país o segundo mais atingido pela pandemia, apenas atrás dos Estados Unidos, com mais de 65 mil mortos.

O número de novos casos identificados nas últimas 24 horas é de 1.900, em linha com os dados apresentados ao longo desta semana, segundo a Proteção Civil, o que eleva o total de infeções para mais de 209 mil desde que o primeiro caso foi diagnosticado em fevereiro.

Já os casos positivos são 100.704, uma redução de 239 nas últimas 24 horas, sendo que há 79.914 pessoas curadas. Regista-se também uma diminuição do número de internados e em cuidados intensivos.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 240 mil mortos e infetou mais de 3,3 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights