Comissão Europeia entrega primeiro lote de 1,5 milhões dos 10 milhões de máscaras compradas para apoiar os profissionais de saúde da UE

8 de Maio 2020

Nos próximos dias, 1,5 milhões de máscaras cirúrgicas serão entregues a 17 Estados-Membros e ao Reino Unido, a fim de proteger os profissionais da saúde contra o coronavírus.

Em comunicado, a Comissão Europeia informa que este fornecimento de máscaras por parte da UE vem no seguimento de uma recente compra de 10 milhões de máscaras, financiada pela Comissão através do Instrumento de Apoio de Emergência (IAE), a fim de prestar apoio direto aos Estados-Membros para atenuar as consequências graves imediatas da pandemia e de antecipar as necessidades relacionadas com a saída e a recuperação.

Citada no comunicado, Stella Kyriakides, comissária responsável pela Saúde e Segurança dos Alimentos, declarou: «Estamos a fazer tudo ao nosso alcance para ajudar os Estados-Membros a obter equipamento de proteção para os profissionais da saúde que se encontram na linha da frente. Eles são os heróis europeus dos dias modernos. Temos aqui a solidariedade da UE a entrar em ação para responder às necessidades dos sistemas de saúde europeus — 3 mil milhões de EUR foram mobilizados do orçamento da UE para o apoio direto aos esforços nacionais. A nossa determinação mantém-se: juntos, podemos vencer esta luta.»

Ainda de acordo com a nota à imprensa, as máscaras serão entregues aos Estados-Membros e regiões necessitadas em prestações semanais de 1,5 milhões de máscaras ao longo das próximas seis semanas.

Estas entregas de máscaras vêm complementar as centenas de milhares de máscaras já fornecidas a título da reserva rescEU nas últimas semanas, bem como a assistência mobilizada através do Mecanismo de Proteção Civil da UE.

Há apenas algumas semanas, em 24 de abril, a Comissão decidiu mobilizar, ao abrigo do IAE, 320 milhões de EUR para ações de apoio de emergência, dos quais 100 milhões de EUR se destinam a produtos essenciais da área da saúde que serão adquiridos nos próximos meses.

CI/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Relatório de saúde STADA 2024: sistemas de saúde na Europa precisam de reformas urgentes

Os sistemas de saúde europeus estão em crise e necessitam de uma reforma urgente, revela o Relatório de Saúde da STADA 2024. Este inquérito representativo, que envolveu cerca de 46.000 entrevistados em 23 países europeus, destaca que os sistemas de saúde não conseguem atender adequadamente às necessidades de muitos europeus, levando-os a assumir a responsabilidade pela sua própria saúde.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights