ASAE apreende 77 mil máscaras e instaura oito processos-crime por contrafação

13 de Maio 2020

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) instaurou oito processos-crime por contrafação de máscaras na internet e apreendeu cerca de 77 mil máscaras de proteção individual contra a covid-19, foi hoje revelado.

Em comunicado, a ASAE adianta que, nos últimos dias, realizou ações para verificar se estavam a ser cumpridos os requisitos dos equipamentos de proteção individual (EPI) como máscaras de proteção, as especificações técnicas das máscaras comunitárias ou de uso social e dos produtos biocidas (álcool, álcool-gel e desinfetantes).

Foram também fiscalizados os requisitos de higiene exigidos aos estabelecimentos de restauração nesta fase pandémica.

Foram fiscalizados cerca de 200 operadores económicos, tendo sido instaurados oito processos por violação dos direitos de propriedade industrial, designadamente contrafação de marcas de roupa de luxo, automóveis e clubes de futebol utilizadas no fabrico de máscaras, e um por especulação.

Nas ações foram apreendidas “cerca de 77 mil máscaras por falta de conformidade e falta de certificado por laboratório acreditado e ainda 178 litros de biocida”, num valor global que mais de 200 mil euros.

A ASAE instaurou também 21 processos de contraordenação, nomeadamente por máscaras sem a exigida rotulagem, produto biocida à venda sem a autorização da autoridade competente, falta de ficha técnica de dados de segurança do produto e incumprimento dos requisitos de higiene e suspendeu a atividade de um estabelecimento de restauração.

Portugal contabiliza 1.175 mortos associados à covid-19 em 28.132 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde de hoje.

Relativamente ao dia anterior, há mais 12 mortos (+1,%) e mais 219 casos de infeção (+0,8%).

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos junta partidos para debater o setor antes das legislativas

A Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos (APJF) vai organizar, no próximo dia 26 de fevereiro, um debate público para discutir as principais preocupações do setor farmacêutico para os próximos anos. O evento “Prioridades para o Ecossistema Farmacêutico e da Saúde”, a ter lugar no Centro Ciência Viva, em Lisboa, vai reunir representantes dos partidos políticos num debate que antecede as eleições legislativas. 

Workshop sobre Obesidade assinala Dia Mundial no Porto

No próximo dia 4 de março, Dia Mundial da Obesidade, a cidade do Porto acolhe um workshop gratuito sobre Obesidade, com o intuito de se falar abertamente sobre esta doença que afeta quase mil milhões de pessoas em todo o mundo.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights