Portugal regista este s√°bado 3.669 infetados o maior registo de novos casos

Portugal regista este s√°bado 3.669 infetados o maior registo de novos casos

Portugal regista hoje 3.669 novos casos de infe√ß√£o com o novo coronav√≠rus, o valor di√°rio mais elevado desde o in√≠cio da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo o boletim epidemiol√≥gico da Dire√ß√£o-Geral da Sa√ļde (DGS).

Os internamentos hospitalares tamb√©m atingiram nas √ļltimas 24 horas os valores m√°ximos registados desde mar√ßo, num total de 1.455, mais 37 pessoas internadas do que na sexta-feira.

De acordo com o boletim hoje divulgado, Portugal já contabilizou 116.109 casos confirmados e 2.297 óbitos desde o início da pandemia de covid-19.

Veja o relatório aqui;

Relatório de Situação

DGS/HN

A√ßores com tr√™s novos casos e duas recupera√ß√Ķes

A√ßores com tr√™s novos casos e duas recupera√ß√Ķes

O comunicado di√°rio daquela entidade acrescenta que foram registadas, entre quinta-feira e hoje, as recupera√ß√Ķes de um menino de 9 anos, na ilha Terceira, e de um homem de 66 anos, em Santa Maria, o que eleva para 229 o n√ļmero de casos recuperados na regi√£o.

Quanto aos casos positivos diagnosticados nas √ļltimas 24 horas, na ilha de S√£o Miguel referem-se a dois homens de 21 e 22 anos de idade, “n√£o residentes na regi√£o, cujo teste de despiste √† SARS-CoV-2 realizado √† chegada teve resultado positivo”.

O caso detetado na ilha Terceira corresponde a uma n√£o residente de 25 anos, ‚Äúproveniente de liga√ß√£o a√©rea com territ√≥rio continental portugu√™s, que apresentou teste de despiste √† SARS-CoV-2 realizado antes do embarque negativo e teste realizado ap√≥s o sexto dia positivo”.

A Autoridade de Sa√ļde a√ßoriana informa ainda que, “das 257 amostras biol√≥gicas de frequentadores de um gin√°sio em Ponta Delgada”, colhidas na quinta-feira no √Ęmbito da investiga√ß√£o epidemiol√≥gica de um caso positivo reportado no domingo, “220 j√° foram processadas e tiveram resultado negativo”.

Segundo a entidade, “cumprindo os crit√©rios de recupera√ß√£o em territ√≥rio continental portugu√™s, sa√≠ram da ilha do Faial dois casos positivos do sexo masculino, de 33 e 56 anos”.

Até ao momento, foram detetados no arquipélago 364 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença Covid-19.

H√° atualmente 68 casos positivos ativos, dos quais 48 em S√£o Miguel, 11 na Terceira, um na Graciosa, quatro no Pico, dois no Faial, um em Santa Maria e um na ilha das Flores.

Desde o começo da pandemia morreram 16 pessoas na região com Covid-19, todas em São Miguel.

Portugal contabiliza hoje mais 31 mortos relacionados com a Covid-19 e 2.899 casos confirmados de infe√ß√£o com o novo coronav√≠rus, segundo o boletim epidemiol√≥gico da Dire√ß√£o-Geral da Sa√ļde (DGS).

LUSA/HN

Gr√Ęndola com seis casos na comunidade associados ao surto na Miseric√≥rdia

Gr√Ęndola com seis casos na comunidade associados ao surto na Miseric√≥rdia

‚ÄúTivemos mais seis casos na comunidade relacionados com esse surto na Miseric√≥rdia, nomeadamente, com os trabalhadores‚ÄĚ da institui√ß√£o, indicou o presidente da C√Ęmara Municipal de Gr√Ęndola, Ant√≥nio Figueira Mendes, em declara√ß√Ķes √† ag√™ncia Lusa.

Segundo o autarca, trata-se de ‚Äúpessoas que t√™m liga√ß√Ķes com familiares dos trabalhadores da cozinha da Miseric√≥rdia de Gr√Ęndola” que, “apesar de estarem positivos, n√£o apresentam sintomas‚ÄĚ, estando todos a cumprir isolamento profil√°tico.

Com estes casos na comunidade, o total de pessoas infetadas com SARS-CoV-2, associadas a este surto, subiu para 17, depois de terem sido identificados 11 casos, seis utentes e cinco funcion√°rios do lar.

A situa√ß√£o ‚Äúparece calma neste momento‚ÄĚ uma vez que ‚Äún√£o h√° registo de mais algum caso de contamina√ß√£o‚ÄĚ na Miseric√≥rdia de Gr√Ęndola, adiantou o autarca, frisando, no entanto, que, ‚Äúcom a quantidade de utentes, pode descontrolar-se se n√£o houver bastante cuidado‚ÄĚ.

‚ÄúHoje est√£o a ser feitos mais de 100 testes aos utentes de todos os blocos que n√£o tinham sido ainda testados para localizar uma ou outra, eventual, infe√ß√£o. Estamos a acompanhar de perto a situa√ß√£o‚ÄĚ, referiu.

Ant√≥nio Figueira Mendes adiantou ainda que a C√Ęmara Municipal e a Miseric√≥rdia de Gr√Ęndola est√£o ‚Äúa preparar medidas de preven√ß√£o‚ÄĚ para fazer face a um poss√≠vel agravamento da evolu√ß√£o epidemiol√≥gica no concelho do litoral alentejano.

‚ÄúEstamos a equipar o nosso hospital de retaguarda com mais camas, roupas e v√°rios dispositivos de ar condicionado nos pavilh√Ķes para responder mais rapidamente √† situa√ß√£o. Sei tamb√©m que a Miseric√≥rdia [de Gr√Ęndola] est√° a adotar medidas para isolar noutro espa√ßo pessoas que tenham necessidade‚ÄĚ, explicou.

O Centro de Acolhimento, com capacidade para albergar 100 pessoas, est√° instalado nos Pavilh√Ķes do Parque de Feiras e Exposi√ß√Ķes de Gr√Ęndola, que foi adaptado para dar uma resposta polivalente √† pandemia de Covid-19.

Os primeiros cinco casos de infe√ß√£o na Miseric√≥rdia de Gr√Ęndola foram detetados, no passado dia 17 de outubro, ap√≥s testes de despiste da Covid-19, realizados aos 105 funcion√°rios da institui√ß√£o, quatro deles trabalhadores da cozinha e um que desempenha outras fun√ß√Ķes.

Na quarta-feira, a Autoridade de Sa√ļde P√ļblica local efetuou ‚Äúum rastreio aos 39 residentes do bloco 01‚ÄĚ, ou seja, a utentes desta estrutura residencial de apoio a pessoas idosas (ERPI), que resultou na dete√ß√£o de ‚Äúmais seis casos‚ÄĚ, confirmou √† Lusa, o delegado de sa√ļde de Gr√Ęndola, Ismael Selemane.

O rastreio foi alargado, esta sexta-feira, ‚Äúaos restantes utentes dos blocos 02 e 03 da Miseric√≥rdia de Gr√Ęndola, num total de 108 pessoas‚ÄĚ.

Os seis utentes com resultados positivos para o novo coronav√≠rus SARS-CoV-2 ‚Äúest√£o isolados num espa√ßo pr√≥prio que foi criado pela Miseric√≥rdia, no √Ęmbito do plano de conting√™ncia‚ÄĚ.

‚ÄúOs trabalhadores est√£o a cumprir o isolamento em casa e nenhum deles apresenta sintomas‚ÄĚ da doen√ßa, acrescentou o respons√°vel.

O concelho de Gr√Ęndola regista 28 casos ativos de Covid-19 e 61 recuperados, estando 65 pessoas em vigil√Ęncia ativa, de acordo com os dados epidemiol√≥gicos atualizados na quinta-feira, pela autarquia.

LUSA/HN

Utentes do Centro de Sa√ļde de Borba encaminhados para √Čvora e Vila Vi√ßosa

Utentes do Centro de Sa√ļde de Borba encaminhados para √Čvora e Vila Vi√ßosa

Em declara√ß√Ķes √† ag√™ncia Lusa, Maria do C√©u Canh√£o especificou que os utentes que necessitem de ‚Äúcuidados de enfermagem¬†podem deslocar-se ao Centro de Sa√ļde de Vila Vi√ßosa‚ÄĚ e que as ‚Äúsitua√ß√Ķes mais agudas‚ÄĚ ter√£o de ser atendidas no Hospital do Esp√≠rito Santo de √Čvora‚ÄĚ.

‚ÄúA partir de amanh√£ [s√°bado], reabre o Servi√ßo de Urg√™ncia B√°sica (SUB) e a √Ārea Dedicada √†s Doen√ßas Respirat√≥rias (ADR) de Estremoz, pelo que podem recorrer tamb√©m a essas unidades. Os casos de enfermagem tamb√©m podem continuar a recorrer ao centro de Vila Vi√ßosa‚ÄĚ, adiantou a respons√°vel.

O Centro de Sa√ļde de Borba, no distrito de √Čvora, est√° encerrado desde quinta-feira, depois de se confirmar que ‚Äúum assistente t√©cnico da Unidade de Sa√ļde Familiar (USF)‚ÄĚ daquela unidade est√° infetado com o novo coronav√≠rus que provoca a Covid-19.

‚ÄúTodos os outros profissionais da USF e da UCC [Unidade de Cuidados na Comunidade] estiveram em contacto com esse profissional e por determina√ß√£o da autoridade de sa√ļde o centro foi encerrado‚ÄĚ, explicou Maria do C√©u Canh√£o.

Neste momento, os 20 profissionais est√£o ‚Äútodos em isolamento‚ÄĚ enquanto aguardam pela decis√£o da autoridade de sa√ļde para serem testados.

O Centro de Sa√ļde de Borba vai ser descontaminado, estando j√° a ser encetados contactos nesse sentido, mas a¬†data de reabertura¬†vai depender da quarentena, uma vez que ficou sem profissionais dispon√≠veis para funcionar.

Tamb√©m em Borba, e no concelho vizinho de Vila Vi√ßosa, as escolas encerraram hoje at√© nova avalia√ß√£o, devido √† situa√ß√£o epidemiol√≥gica, por recomenda√ß√£o da Autoridade de Sa√ļde local e com a autoriza√ß√£o da diretora-geral da Sa√ļde, mas a diretora executiva do ACES rejeita que a situa√ß√£o esteja descontrolada.

‚ÄúN√£o est√°. As escolas fecharam por preven√ß√£o, enquanto est√° a decorrer a avalia√ß√£o epidemiol√≥gica, para n√£o haver transmiss√£o e controlar os surtos mais rapidamente‚ÄĚ, sustentou Maria do C√©u Canh√£o.

O vereador da C√Ęmara de Borba Quintino Cordeiro disse hoje aos jornalistas em confer√™ncia de imprensa, que existem no concelho 36 casos ativos de infe√ß√£o, de acordo com os dados mais recentes da Autoridade de Sa√ļde P√ļblica local, embora os dados da Dire√ß√£o-Geral da Sa√ļde indiquem 24.

Portugal contabiliza pelo menos 2.245 mortos associados √† covid-19 em 109.541 casos confirmados de infe√ß√£o, segundo o mais recente boletim da Dire√ß√£o-Geral da Sa√ļde, de quinta-feira.

LUSA/HN

Governo garante que o encerramento das escolas √© sempre “a √ļltima decis√£o”

Governo garante que o encerramento das escolas √© sempre “a √ļltima decis√£o”

‚ÄúAs autoridades de sa√ļde sabem que o encerramento das escolas tem de ser a √ļltima decis√£o numa cadeia de decis√Ķes para mitigar a propaga√ß√£o da Covid-19‚ÄĚ, sublinhou o ministro da Educa√ß√£o, Tiago Brand√£o Rodrigues, no final de uma visita a uma escola da Amadora.

O ministro voltou a salientar a import√Ęncia da manter em funcionamento o regime presencial, n√£o apenas para garantir as aprendizagens dos alunos, mas tamb√©m a sua sa√ļde mental e f√≠sica, assim como para assegurar o equil√≠brio das fam√≠lias e a continuidade da vida profissional dos encarregados de educa√ß√£o.

Questionado sobre a decis√£o de encerrar todas as escolas¬†dos concelhos de Borba e Vila Vi√ßosa, o ministro referiu que essa √© uma decis√£o das autoridades de sa√ļde, com base na situa√ß√£o e evolu√ß√£o epidemiol√≥gica das regi√Ķes.

‚ÄúA prioridade do Governo √© manter o ensino presencial‚ÄĚ, sublinhou, observando, no entanto, que nesta balan√ßa √© preciso pesar os perigos da pandemia.

Questionado sobre os motivos de encerrar escolas alentejanas e manter abertos os estabelecimentos de ensino em Felgueiras, Lousada e Pa√ßos de Ferreira, para onde foi definido dever de confinamento, o ministro voltou a sublinhar que s√£o decis√Ķes tomadas pelas autoridades de sa√ļde com base na evolu√ß√£o epidemiol√≥gica da Covid-19.

‚ÄúEm Borba e Vila Vi√ßosa, a situa√ß√£o do surto requeria a√ß√£o‚ÄĚ, sublinhou, acrescentando¬†que nas duas regi√Ķes alentejanas, ‚Äúo surto n√£o era em ambiente escolar, mas ainda assim foi decidido passar a um regime n√£o presencial‚ÄĚ.

O ministro afirmou que o risco de cont√°gio nas escolas n√£o √© zero, mas os n√ļmeros de casos identificados at√© ao momento s√£o ‚Äúrelativamente pequenos‚ÄĚ.

Os √ļltimos¬†n√ļmeros da Federa√ß√£o Nacional de Professores (Fenprof) apontavam para quase 400 surtos, mas os dados divulgados esta semana pela Dire√ß√£o-Geral da Sa√ļde¬†(DGS) referiam apenas 49 surtos em ambiente escolar.

Tiago Brand√£o Rodrigues explicou hoje que muitas vezes os casos positivos conhecidos nas escolas n√£o dizem respeito a alunos ou funcion√°rios infetados, n√£o sendo por isso registados como surtos. S√£o ‚Äúcasos positivos detetados em familiares‚ÄĚ e, ‚Äúpor precau√ß√£o, algumas turmas t√™m ido para casa‚ÄĚ.

O ministro voltou ainda a referir que no processo de encerramento de escolas existe um grupo de alunos considerado priorit√°rio: os mais novos do pr√©-escolar e do 1.¬ļ ciclo, assim como os alunos de risco e em situa√ß√£o de especial vulnerabilidade, como sendo as crian√ßas com apoios sociais e as que est√£o sinalizadas pela comiss√£o de prote√ß√£o de menores.

‚ÄúA pior coisa que poderia acontecer era a escola presencial estar em causa‚ÄĚ, sublinhou o ministro.

No caso do Alentejo, ‚Äúas autoridades de sa√ļde, neste caso locais, em articula√ß√£o com as autoridades de sa√ļde regionais e nacionais, entenderam que nestes dois territ√≥rios era o que tinham de fazer. Obviamente, o Minist√©rio da Educa√ß√£o e a escola tinha um plano de conting√™ncia, para que a transi√ß√£o entre regimes (presencial para a dist√Ęncia) fosse o mais fluida poss√≠vel‚ÄĚ, disse.

Nas duas regi√Ķes alentejanas, as¬†atividades¬†v√£o decorrer na modalidade de ensino √† dist√Ęncia, com obrigatoriedade do dever de assiduidade por parte dos alunos, de acordo com o hor√°rio de cada turma, durante o per√≠odo de interrup√ß√£o das¬†atividades¬†presenciais.

Segundo dados de quinta-feira divulgados pela¬†Administra√ß√£o Regional de Sa√ļde (ARS) do Alentejo, havia 63 pessoas¬†infetadas¬†com o v√≠rus referentes a um surto relacionado com val√™ncias da Santa Casa da Miseric√≥rdia local.

LUSA/HN