Oposição da Guiné Equatorial diz que mudança na OMS visa ocultar dados

3 de Junho 2020

O partido Convergência para a Democracia Social na Guiné Equatorial (CPDS) disse hoje que o pedido de substituição da representante da OMS no país faz parte da estratégia do Governo para ocultar a evolução da pandemia.

“Tudo isto corresponde a uma estratégia desenhada pelo Governo destinada a ocultar os dados da evolução da pandemia no país e fazer crer à população e ao mundo que a pandemia está controlada”, adiantou o CPDS, oposição, em comunicado.

A Guiné Equatorial pediu ao escritório para África da Organização Mundial de Saúde que substitua “com urgência” a representante na Guiné Equatorial, a médica Triphonie Nkurunziza, solicitando a sua saída “imediata” do país.

Na carta enviada à OMS África, Malabo não indica qualquer razão para o pedido, mas, na sexta-feira, perante o senado, o primeiro-ministro da Guiné Equatorial, Pascual Obama Asué, acusou a representante da OMS de “ter manipulado os dados de pessoas contaminadas” com o novo coronavírus.

“Não temos um problema com a OMS, temos um problema com a representante da OMS em Malabo”, acrescentou durante a sessão transmitida pela televisão pública

Em causa estará, segundo fontes locais, o facto de a responsável da OMS continuar a atualizar os dados relativos à pandemia na Guiné Equatorial depois de o Governo ter alegadamente optado por deixar de tornar essa informação pública diariamente.

Os números da doença têm sido motivo de controvérsia, com a oposição a associar a saída de Triphonie Nkurunziza ao que classificam de “gestão caótica e desastrosa” da resposta governamental à pandemia de covid-19.

A oposição equato-guineana adianta que a situação “está longe” de estar controlada.

“A consequência desta estratégia, temerária e sem sentido, é que a população acredita que a covid-19 está superada ou que simplesmente não existe na Guiné Equatorial”, aponta o CPDS.

Como resultado, prossegue o comunicado, “a população relaxa nas medidas de prevenção e o vírus alastra com grande celeridade entre os habitantes, como se constataria se se publicassem os verdadeiros dados dos testes que estão a ser feitos”.

Tomando como base os dados publicados até 24 de maio pela OMS e que apontavam para 1.043 casos positivos e 12 mortos, o CPDS acredita que seguindo “a progressão exponencial nas últimas semanas é de temer que o país tenha alcançado já as duas mil ou mais infeções”.

A Guiné Equatorial regista 1.306 casos de covid-19, 12 mortos e 275 doentes recuperados, segundo a mais recente atualização oficial feita pelo Governo a 29 de maio.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos junta partidos para debater o setor antes das legislativas

A Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos (APJF) vai organizar, no próximo dia 26 de fevereiro, um debate público para discutir as principais preocupações do setor farmacêutico para os próximos anos. O evento “Prioridades para o Ecossistema Farmacêutico e da Saúde”, a ter lugar no Centro Ciência Viva, em Lisboa, vai reunir representantes dos partidos políticos num debate que antecede as eleições legislativas. 

Workshop sobre Obesidade assinala Dia Mundial no Porto

No próximo dia 4 de março, Dia Mundial da Obesidade, a cidade do Porto acolhe um workshop gratuito sobre Obesidade, com o intuito de se falar abertamente sobre esta doença que afeta quase mil milhões de pessoas em todo o mundo.

A FEPODABES lança a campanha É HORA DE AJUDAR

O Presidente da FEPODABES, Alberto Mota, deixa o apelo: “todos os cidadãos com mais de 18 anos, que tenham mais de 50kg e que sejam saudáveis podem dar sangue. Esse gesto simples contribui para salvar muitas vidas”.

Cancer Summit da MSD regressa com o mote “Salvar e Melhorar Vidas”

No dia 24 de fevereiro, no Altice Arena, realiza-se a 3.ª edição do Cancer Summit, um evento na área da Oncologia da MSD Portugal. A iniciativa tem como mote “Salvar e Melhorar Vidas” e pretende promover a qualidade dos cuidados prestados aos doentes oncológicos a nível nacional.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights