COVID-19, ciência falsa e teorias da conspiração

4 de Junho 2020

A teoria da conspiração relativa ao COVID-19 avançada pela médica Judy Mikovits é demonstrada falsa, e muito dela deriva de uma fraude científica elaborada pela própria e por vários colegas em 2009.

Que fraudes científicas do passado estão no coração de algumas das teorias da conspiração anti vacinação e anti-COVID19? Os detalhes podem ser consultados no comentário “ Fake Science: XMRV, COVID-19, and the Toxic Legacy of Dr. Judy Mikovits (n imagem).”, incluido na publicação, peer review, “AIDS Research and Human Retroviruses”.
A teoria da conspiração relativa ao COVID-19 avançada por Mikovits é demonstrada falsa, e muito dela deriva de uma fraude científica elaborada pela própria e por vários colegas em 2009.
“Não existe debate legítimo a ter nestes assuntos e qualquer credibilidade concedida a estas perigosas conspirações levará a um sofrimento ainda maior resultante do COVID-19. Mantenham-se bem longe da pandemia e das declarações da Judy Mikovits”, dizem os autores Stuart Neil, da King’s College em Londres, e Edward Campbell, da Escola de Medicina de Stritch na Universidade de Loyola Chicago.
Thomas Hope, chefe de redação do AIDS Research and Human Retroviruses e professor doutorado de Biologia Celular e Molecular na Feinberg School of Medicine da Northwestern University, em Chicago, diz que: “Com desejo crescente do público para compreender o que pode sobre a pandemia, combinado com a desinformação como a produzida pela senhora Mikovits, é crítico que todos os cientistas façam o que podem para educar o público e revelar as informações falsas”.

NR/HN/João Daniel Ruas Marques

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

Quinze ULS terão equipas dedicadas na área da Saúde Mental

Os primeiros Centros de Responsabilidade Integrados dedicados à Saúde Mental vão arrancar em 15 Unidades Locais de Saúde, numa primeira fase em projeto-piloto e durante 10 meses, segundo uma portaria publicada em Diário da República.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights