Pandemia já provocou mais de 400 mil mortos em todo o mundo

7 de Junho 2020

O número de mortes por Covid-19 em todo o mundo ultrapassou a barreira dos 400.000, de acordo com os dados fornecidos hoje pela universidade John Hopkins, nos Estados unidos da América (EUA).

Pouco antes das 10:30 (15:30 em Lisboa) de hoje, o número de mortes em todo o planeta chegou aos 400.243, enquanto o número de infetados superou os 6,9 milhões de pessoas.

De acordo com o centro universitário, os EUA são o país com mais mortes, 109.802, o que representa um terço dos registados mundialmente; seguido do Reino Unido, com 40.548; Brasil, com 35.930; Itália que registou 33.846 desde o início da pandemia e Espanha, com 27.135.

No que diz respeito ao número de infetados, a Universidade Johns Hopkins diz que os cinco países com o número mais elevado são: os EUA, com 1.920.061 contágios; o Brasil (672.846); a Rússia (467.073); o Reino Unido (286.295), e a Índia onde, pelo menos, 247.857, pessoas contraíram o vírus.

Segundo a agência espanhola Efe, os dados divulgados no Brasil chegaram a ser suspensos pela universidade depois de, no sábado, o presidente do Governo brasileiro, Jair Bolsonaro, ter restringido a publicação dos dados consolidados sobre casos e mortes.

Perante o avanço da pandemia, muitos países fecharam as suas fronteiras e limitaram o movimento da sua população, embora essas restrições tenham sido levantadas progressivamente em alguns países como os EUA.

E é precisamente nos EUA onde se tem registado, nos últimos dias, protestos massivos contra o racismo a afro-americanos o que leva a preocupações por parte dos especialistas em saúde, uma vez que essas concentrações, onde aglomerados de pessoas gritam e às vezes tiram a máscara, favorecem a propagação do novo coronavirus.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos junta partidos para debater o setor antes das legislativas

A Associação Portuguesa de Jovens Farmacêuticos (APJF) vai organizar, no próximo dia 26 de fevereiro, um debate público para discutir as principais preocupações do setor farmacêutico para os próximos anos. O evento “Prioridades para o Ecossistema Farmacêutico e da Saúde”, a ter lugar no Centro Ciência Viva, em Lisboa, vai reunir representantes dos partidos políticos num debate que antecede as eleições legislativas. 

Workshop sobre Obesidade assinala Dia Mundial no Porto

No próximo dia 4 de março, Dia Mundial da Obesidade, a cidade do Porto acolhe um workshop gratuito sobre Obesidade, com o intuito de se falar abertamente sobre esta doença que afeta quase mil milhões de pessoas em todo o mundo.

A FEPODABES lança a campanha É HORA DE AJUDAR

O Presidente da FEPODABES, Alberto Mota, deixa o apelo: “todos os cidadãos com mais de 18 anos, que tenham mais de 50kg e que sejam saudáveis podem dar sangue. Esse gesto simples contribui para salvar muitas vidas”.

Cancer Summit da MSD regressa com o mote “Salvar e Melhorar Vidas”

No dia 24 de fevereiro, no Altice Arena, realiza-se a 3.ª edição do Cancer Summit, um evento na área da Oncologia da MSD Portugal. A iniciativa tem como mote “Salvar e Melhorar Vidas” e pretende promover a qualidade dos cuidados prestados aos doentes oncológicos a nível nacional.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights