Sonhar com um objetivo

9 de Junho 2020

A ocorrência de sonhos durante a fase de sono REM (do inglês: Rapid Eye Movement: “Movimento Rápido dos Olhos”) indica que a formação da memória pode ocorrer nessa fase. Uma […]

A ocorrência de sonhos durante a fase de sono REM (do inglês: Rapid Eye Movement: “Movimento Rápido dos Olhos”) indica que a formação da memória pode ocorrer nessa fase. Uma equipa de investigadores japoneses descobriu agora que é necessária a atividade de um grupo específico de neurónios para a consolidação da memória durante o sono REM.

Num estudo publicado na revista “Neuron”, investigadores da Universidade de Tsukuba e da Universidade de Tóquio revelaram que os neurónios adultos adult-born neurons (ABNs) no hipocampo, uma região do cérebro associada à memória, são responsáveis pela consolidação da memória durante o sono REM.

A neurogénese, o processo pelo qual são formados os novos neurónios, ocorre no hipocampo durante toda a vida útil dos animais, incluindo os humanos. Atualmente, pouco se sabe sobre a contribuição dos ABN para a formação da memória durante o sono, algo que os investigadores da Universidade de Tsukuba e da Universidade de Tóquio decidiram abordar.

“Embora os ABN do giro (circunvolução) dentado do hipocampo sejam raros e pouco ativos, mostram uma plasticidade aumentada, indicando o seu papel potencial na formação da memória”, diz o principal autor do estudo, Masanori Sakaguchi. “Decidimos investigar como a manipulação da atividade dos ABN afetaria a consolidação da memória em ratos”.

Com esse objetivo, os investigadores expuseram os ratos a um exercício num contexto de memória do medo. Seguidamente, registaram a atividade em ABN específicos nas fases de aprendizagem, consolidação e recuperação de memória.

“Descobrimos que os ABN mais ativos durante o sono REM, após a tarefa de memória, provavelmente estavam ativos durante a aprendizagem”, explicou Masashi Yanagisawa, autor sénior do estudo. “Além disso, quando examinamos os efeitos do silenciamento optogenético da atividade dos ABN jovens durante o sono, descobrimos que a consolidação das memórias contextuais do medo estavam comprometidas”.

Legenda da figura: A actividade dos ABNs durante o sono REM consolida a memória. A aprendizagem do medo recruta uma população de neurónios jovens nascidos no adulto (ABN); estes ABN são reactivados durante o sono REM (rapid eye movement) subsequente. A manipulação optogenética desta actividade dos ABN altera a remodelação estrutural da coluna vertebral dos ABN e prejudica a consolidação da memória.

 

Os dados desta investigação apresentam evidências causais de que é necessária a atividade dos ABN jovens durante o sono REM para a consolidação da memória. Este é um desenvolvimento importante, pois a atividade e o papel dos ABN na consolidação da memória durante o sono eram desconhecidos até agora, assim como o tipo de neurónios do hipocampo responsáveis pela consolidação da memória durante o sono.

“Durante a aprendizagem, os ABN específicos podem sofrer alterações sinápticas que permitem a consolidação da memória. Além disso, estas alterações sinápticas podem depender da sincronização entre ABN específicos e oscilações cerebrais que ocorrem durante o sono REM ”, refere Masanori Sakaguchi.

A clarificação destas possibilidades pode levar a uma compreensão mais profunda de como se forma, recupera e consolida a memória, além de facilitar o desenvolvimento de novos tratamentos para distúrbios associados à memória.

Consultar artigo Aqui

NR/HN/Adelaide Oliveira

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

IPG acolhe polo do Centro de Envelhecimento Ativo

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai acolher um polo do Centro de Competências de Envelhecimento Ativo, que irá desenvolver atividades para criar melhores condições de vida aos idosos da região.

UC integra estudo mundial sobre aumento da obesidade

Mais de um bilião de pessoas vivem atualmente com obesidade no mundo, segundo um estudo internacional em que participaram investigadores da Universidade de Coimbra (UC), divulgou a instituição.

Quinze ULS terão equipas dedicadas na área da Saúde Mental

Os primeiros Centros de Responsabilidade Integrados dedicados à Saúde Mental vão arrancar em 15 Unidades Locais de Saúde, numa primeira fase em projeto-piloto e durante 10 meses, segundo uma portaria publicada em Diário da República.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights