Médicos alemães autorizados a ver Alexei Navalny

21 de Agosto 2020

Um dos principais colaboradores de Alexei Navalny, internado, em coma, num hospital da Sibéria, disse esta sexta-feira que os médicos enviados por uma organização não-governamental alemã foram autorizados a ver o opositor russo.

“Os médicos alemães que seguiram nesse voo, de Nuremberga, e a quem foi recusado acesso ao paciente, acabaram de conseguir acesso a ele há poucos minutos”, disse Leonid Volkov numa conferência de imprensa em Berlim.

Alexei Navalny está internado numa unidade de cuidados intensivos, em coma e ligado a um ventilador, depois de se ter sentido mal durante um voo, na quinta-feira, o que a sua equipa suspeita ter sido causado por envenenamento.

A organização não-governamental (ONG) alemã “Cinema for Peace” fretou um avião-ambulância, onde seguiu uma equipa de médicos especializados no tratamento de doentes em coma, que aterrou hoje de manhã em Omsk, na Sibéria, para transportar o opositor para o hospital universitário Charité, em Berlim.

Contudo, a transferência do opositor russo para a Alemanha tem sido recusada pelos médicos russos, que consideram o seu estado “instável”.

“Estamos um bocadinho otimistas, finalmente, depois de 32 horas desta história interminável”, disse Volkov, admitindo contudo que se está “longe de ver esta situação resolvida”, dado que os colaboradores e família do opositor continuam a não ter “informações independentes” sobre o seu estado e aguardam resposta positiva ao pedido para o transferir para Berlim.

O Kremlin assegurou hoje que se trata de uma decisão “puramente médica” e que os médicos russos estão a fazer “todos os possíveis para determinar a causa do problema e para o tratar”.

Apesar disso, a mulher do opositor pediu hoje ao Presidente russo, Vladimir Putin, que autorize a transferência do marido para a Alemanha.

“Penso que Alexei Navalny precisa de ajuda médica qualificada na Alemanha”, escreveu Iulia Navalnaia numa carta a Putin divulgada na rede social Twitter, acrescentando estarem reunidas “todas as possibilidades para o transporte imediato de Alexei, sob vigilância de médicos de alto nível”.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Guilherme Veríssimo: “A saúde começa pela boca”

A evidência científica comprova que a má saúde oral está diretamente relacionada com 23 doenças sistémicas, entre elas a diabetes e as doenças cardiovasculares, e cinco tipos de cancro. Esta realidade pode surpreender a maior parte da população, mas não os dentistas. Em entrevista ao nosso jornal, o Médico Dentista, Guilherme Veríssimo, frisa que a “saúde oral não se resume a uma questão estética”, deixando alguns alertas para a importância da correta higienização dos dentes. O médico dentista aproveitou ainda para desmistificar alguns dos principais mitos associados à doença peridontal.

INEM esclarece que chamadas via 112 são descentralizadas

O INEM esclareceu que as chamadas que dão entrada via 112 para o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) são descentralizadas, avançando que hoje de manhã estavam ao serviço 48 técnicos, 24 dos quais em atendimento.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights