Os cuidadores informais, apesar de não existirem dados de prevalência em Portugal, são confrontados no dia a dia com desafios a nível económico, social e emocional. É neste sentido que o Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais prevê unir esforços para promover a qualidade de vida dos cuidadores.

Para dar resposta aos problemas dos cuidadores informais foi criado um website, disponível Aqui, onde são partilhados testemunhos, informação relevante para os cuidadores e todos os projetos nascidos no âmbito deste Movimento, que se compromete a implementar ações capazes de ajudar, na prática, aqueles que cuidam, em áreas tão diferentes como a da comunicação e informação, gestão familiar e profissional, exaustão física e mental, gestão emocional, suporte psicológico, entre várias outras. Neste website podem juntar-se todas as Associações em Portugal que queiram trabalhar nesta causa.

A iniciativa conta com o apoio da Merck Portugal. Pedro Moura, Diretor-Geral da Merck Portugal, afirma que “principal missão da Merck Portugal passa por melhorar a vida dos doentes. E isso só é possível ajudando quem deles cuida. Não podíamos ficar indiferentes aos cuidadores informais e às muitas dificuldades que são obrigados a enfrentar, tantas vezes sem qualquer ajuda”

“Daí o nosso apoio a este Movimento. Queremos  passar das palavras à ação. Porque, apesar de muitas as palavras e discussões à volta deste tema, a verdade é que são poucas as ações”, garante.

O movimento conta ainda com o suporte da Associação de Apoio aos Doentes com Insuficiência Cardíaca, Associação das doenças da Tiróide, Associação de Investigação de Cuidados de Suporte em Oncologia, Associação de Enfermagem Oncológica Portuguesa, Associação de Esclerose Tuberosa em Portugal, Associação Alzheimer Portugal, Associação dos Amigos dos Doentes com Cancro Oral, Associação Nacional de Esclerose Múltipla, Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica, Associação Heróis e Espadachins, Cuidadores Portugal, Associação Nacional de Cuidadores Informais, EuropaColon Portugal, EVITA – Associação de Apoio a Portadores de Alterações nos Genes Relacionados com Cancro Hereditário, Liga Portuguesa Contra o Cancro, Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte, Liga Portuguesa Contra a SIDA, Portugal AVC – União de Sobreviventes, Familiares e Amigos, Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras, Plataforma Saúde em Diálogo, Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla e a Associação Todos com a Esclerose Múltipla.

PR/HN

Share This