08/02/2021 | Opinião

Mental health 3.0 – present and future

Miguel Durães
(Presidente de Direção | RECOVERY IPSS)

Miguel Durães
(Presidente de Direção | RECOVERY IPSS)

Mental health 3.0 – present and future

08/02/2021 | Opinião

Na sequência daquele que foi o I Congresso Internacional RECOVERY PORTUGAL, em cerimónia presidida por mim, na qualidade de Presidente da RECOVERY IPSS, e de Sua Excelência a Ministra da Saúde, Dra. Marta Temido, e com a presença honorífica da Presidente da Federação Mundial para a Saúde Mental, Dra. Ingrid Daniels, da Presidente da Confederação Europeia EUFAMI, Dra. Miia Manikko, da Presidente da Federação Portuguesa FamiliarMente, Dra. Joaquina Castelão, da Direção do Programa Nacional para a Saúde Mental, e da Dra. Marianne Farkas, Diretora do Centro de Reabilitação Psiquiátrico (considerado por muitos o centro de reabilitação mais avançado do mundo) e Professora Catedrática da Universidade de Boston , a RECOVERY IPSS levou a cabo, no passado dia 03 de Fevereiro, um Webinar destinado ao tema “MENTAL HEALTH 3.0 – PRESENT AND FUTURE”, ou seja, aquele que é o terceiro paradigma na saúde, aqui na saúde mental em particular.

Este Webinar contou com uma intervenção inicial da Presidente da Federação Mundial para a Saúde Mental (autoridade máxima a nível mundial para os assuntos relacionados com a Saúde Mental, com assento na ONU e OMS), Dra. Ingrid Daniels, e de interventores que fariam cabeça de cartaz em qualquer parte do mundo, reconhecidos pela comunidade científica internacionalmente pelo seu trabalho, investigação e experiência nestes assuntos, a saber: Doutor Luís Augusto Rohde, Professor de Psiquiatria e Coordenador do Programa de PHDA do Hospital de Clínicas de Porto Alegre; e do Doutor José Miguel Pêgo, Vice-Presidente da Escola de Medicina da Universidade do Minho (parceira da nossa instituição); moderados pelo excelso Doutor Feliciano Guimarães, Médico Psiquiatra de Infância e Adolescência.

Este Webinar teve a duração de cerca de 1 hora e 40 m e foi de livre acesso e gratuito para todos aqueles que tivessem interesse no assunto das novas tecnologias na área da saúde.

A Dra. Ingrid Daniels, abordou o impacto da pandemia COVID-19 na saúde mental e o trabalho da Federação Mundial para a Saúde Mental neste assunto premente atualmente. Refere que a pandemia criou a oportunidade de mudar, reinventar e reorganizar a maneira como oferecemos cuidados de saúde mental desde a instituição até a casa e o aconselhamento presencial para intervenções virtuais e, o mais importante, para manter o contacto, reduzir o isolamento, continuar as interações virtuais com os beneficiários e tudo mais que necessitarem de apoio à saúde mental para facilitar a prevenção, proteção e tratamento. Concretizou esta mudança paradigmática com exemplos do que está a ser efetuado ao nível da prevenção e intervenção da doença mental, assim como, apresentou algumas campanhas de âmbito mundial e regional que estão a ser dirigidas a este público-alvo. Terminou frisando o trabalho conjunto que é efetuado com a ONU ao nível das políticas seguidas por este organismo neste âmbito.

O Dr. Luis Rohde, autor de mais de 350 artigos científicos e 50 livros ou capítulos científicos na área, apresentou o seu trabalho no âmbito das pessoas com perturbação de hiperatividade e défice de atenção. Apresentou um aplicativo móvel único no mundo que monitoriza este tipo de pacientes e auxilia os médicos, outros profissionais de saúde e familiares com Big Data em tempo real. Este aplicativo designa-se de FOCUS – Workflow e está já disponível no GooglePlay e Apple Store. Abordou, de igual modo, os benefícios da realidade virtual em várias patologias, nomeadamente em casos de pessoas com fobias patológicas.

Por fim, o Dr. José Miguel Pêgo, Vice-Presidente da Escola de Medicina da Universidade do Minho, fez uma apresentação das investigações de ponta que estão a ser efetuadas no nosso país, apresentando os estudos que tem feito com a utilização de aparelhos biométricos para monitorizar sinais biométricos e detetar padrões de alteração que podem estar relacionados com o Stress. Importante para a prevenção e intervenção clínica presente e futura, poderemos estar perto de começar a utilizar a tecnologia para prevenir descompensações em doentes.

Este painel foi muito bem moderado pelo Dr. Feliciano Guimarães, médico pedopsiquiatra no Hospital de Braga e consultor do projeto “Monitorização em tempo real de sinais fisiológicos para pessoas com transtorno motor ou mental” protocolado entre Associação RECOVERY IPSS e Universidade do Minho, que abordou neste Webinar.

O alcance, as interações dos que seguiram esta iniciativa plena de energia positiva, ultrapassaram todas as nossas expectativas (com visualizações nos 4 cantos do mundo), sendo que este Webinar continua disponível e acessível gratuitamente para todos os que, não podendo assistir em direto, o queiram agora visualizar em diferido na nossa página institucional na rede social Facebook ou diretamente em: https://www.facebook.com/recoveryipss/videos/173931060807634.

 

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This