Fundo Global apoia resposta de Cabo Verde com 2,1M€

9 de Agosto 2021

O Fundo Global vai apoiar o reforço de meios de combate e prevenção à pandemia de Covid-19 em Cabo Verde com um financiamento adicional de mais de 2,1 milhões de euros, anunciou esta segunda-feira o ministério da Saúde.

Numa nota endereçada na sexta-feira ao ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, hoje divulgada, aquele organismo internacional refere que “em resposta ao pedido de financiamento de Cabo Verde no âmbito do Mecanismo de Resposta COVID-19 (C19RM) decidiu aprovar um investimento adicional” para “apoiar o país na resposta à pandemia”, face “ao grande impacto”.

Acrescenta que além do financiamento de base C19RM a Cabo Verde, de 642.274 euros, foi aprovado pela instituição um apoio de mais 1.520.123 euros, totalizando 2.162.397 euros, o que representa 50,5% de afetação de verbas prevista para o país no período 2020-2022.

“Este montante colocado à disposição do país, destinam-se ao reforço dos meios de combate e prevenção à pandemia, nomeadamente, aquisição de teste e reagentes para diagnóstico de covid-19, reagentes e consumíveis de laboratórios, equipamentos e materiais hospitalares, comunicação de risco”, refere ainda uma nota do Ministério da Saúde.

Este financiamento adicional cobre o período temporal de janeiro de 2021 a dezembro de 2023, acrescenta.

Criado em 2002, o Fundo Global é uma instituição financiadora internacional, que reúne governos, instituições da sociedade civil, o setor privado e as comunidades, dedicada a atrair e distribuir recursos que permitam prevenir e tratar o VIH e a SIDA, a tuberculose e a malária.

Cabo Verde regista uma taxa de prevalência de SIDA de 0,8% e desde 2012 tem uma taxa de um caso de tuberculose por cada mil habitantes. Há três anos que o arquipélago não regista casos de transmissão local de malária.

Na mesma nota, o Ministério da Saúde afirma que o Fundo Global “reconhece os esforços” que Cabo Verde “tem feito para controlar a pandemia” e manifestou-se disponível a continuar a apoiar o arquipélago na resposta, num cenário “que ameaça destruir anos de progresso contra o VIH, a tuberculose e a malária”.

O Fundo Global é um dos principais doadores internacionais de Cabo Verde que financia, a fundo perdido, o combate a essas doenças.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Exposição “Arte e Vida: Enfrentar a Esclerose Múltipla” de Emanuel Ribeiro abre em Lisboa

O artista Emanuel Ribeiro apresenta três das suas mais impactantes obras – “À Deriva”, “Grito Mudo” e “Libertação” – na exposição “Arte e Vida: Enfrentar a Esclerose Múltipla”. Organizada pela Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM), com o apoio da Merck e do El Corte Inglés (ECI), a exposição visa retratar as complexidades, desafios e triunfos da vida com esclerose múltipla.

Futuros nutricionistas enfrentam “tubarões” no Teatro Thalia

A NOVA Medical School vai trazer para a academia o conhecido modelo de captação de negócio ‘Shark Tank’, dia 28 de junho no Teatro Thalia, em Lisboa, proporcionando uma plataforma para os alunos finalistas da Licenciatura em Ciências da Nutrição se apresentarem ao mercado de trabalho.

Relatório de saúde STADA 2024: sistemas de saúde na Europa precisam de reformas urgentes

Os sistemas de saúde europeus estão em crise e necessitam de uma reforma urgente, revela o Relatório de Saúde da STADA 2024. Este inquérito representativo, que envolveu cerca de 46.000 entrevistados em 23 países europeus, destaca que os sistemas de saúde não conseguem atender adequadamente às necessidades de muitos europeus, levando-os a assumir a responsabilidade pela sua própria saúde.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights