Lançado 2.º concurso para construção de centro de saúde em Ourique

1 de Outubro 2021

O segundo concurso público para a construção do novo Centro de Saúde de Ourique (Beja) já foi publicado em Diário da República e o presidente da câmara disse esta sexta-feira esperar que não fique deserto como o anterior.

O novo concurso público, lançado pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) e consultado pela agência Lusa, tem o valor base de 1.531.000 euros e um prazo de execução de 18 meses.

Para o presidente da Câmara de Ourique, o socialista Marcelo Guerreiro, esta “é uma boa notícia” para o concelho, dado tratar-se de “uma infraestrutura importante para a melhoria dos cuidados primários de saúde”.

O novo concurso tem agora um valor base que é superior em 352.138,41 euros relativamente ao primeiro, que comportou um montante de 1.178.861,79 euros.

“Esperemos que [este valor] seja suficiente” e “que a verba seja atrativa para que possam existir concorrentes e esta empreitada possa ser entregue”, observou Marcelo Guerreiro.

Em declarações à Lusa, o autarca alentejano lembrou que a câmara municipal “tem vindo, ao longo dos anos, a batalhar pela construção” do novo equipamento.

Nesse sentido, recordou que o município adquiriu o terreno onde o mesmo será construído, junto ao quartel dos bombeiros voluntários, que entretanto cedeu à ULSBA.

O presidente da autarquia disse ainda que a construção de um novo centro de saúde na vila “é fundamental”, uma vez que o atual que funciona em instalações cedidas pela Misericórdia “não tem as condições exigidas hoje em dia para a prestação de cuidados de saúde primários”.

“Portanto, esta nova infraestrutura vem trazer novas valências e um espaço com todas as condições para a prestação de cuidados de saúde primários de qualidade à população de Ourique”, frisou.

A obra do novo centro de saúde de Ourique é financiada em 85% por fundos comunitários, através do programa operacional regional Alentejo 2020, sendo os 15% da componente nacional assegurados pela ULSBA.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Viseu necessita de seis pediatras para reabertura de urgência

O diretor clínico da administração demissionária da Unidade Local de Saúde (ULS) Viseu Dão-Lafões admitiu hoje a necessidade imediata de seis pediatras para o normal funcionamento do serviço de urgência daquela especialidade que está encerrado ao exterior no período noturno.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights