Sociedade Portuguesa de Diabetologia divulga vídeos sobre utilização de equipamentos para a diabetes

12 de Novembro 2021

Através de 14 vídeos a Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD) ensina e dá a conhecer a correta utilização de equipamentos para o tratamento e controlo da diabetes. A iniciativa, que será divulgada nas redes sociais, destina-se a doentes, familiares, cuidadores e profissionais de saúde.

Os vídeos foram desenvolvidos pelo Grupo de Estudos de Tecnologias Avançadas em Diabetes (GETAD), da SPD, com o objetivo de aumentar a literacia em saúde. Esta é a primeira vez que um grupo integrado numa sociedade científica apresenta publicamente ensinamentos e conhecimentos para ajudar a aumentar a literacia em saúde, entre pessoas com diabetes, principalmente junto de todos os que necessitam constantemente de um apoio de suporte.

Nestes vídeos de suporte, os interlocutores são profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e técnicos) que além de explicarem para que servem e quais as respetivas funções acabam por fornecer novas indicações sobre a diabetes bem como diferentes formas de abordagem e de tratamento da doença.

Para o presidente da SPD a iniciativa “é de extrema importância para que todos saibam mais sobre a diabetes pois abre uma porta que vai ligar médicos, enfermeiros e técnicos de saúde a pessoas com a patologia e cuidadores através das redes sociais”.

Por outro lado, César Esteves, responsável do GETAD, admite que “muitos profissionais de saúde que não estão familiarizados com este equipamento acabam por perceber o seu funcionamento e as respetivas funcionalidades”. Por este motivo considera que as redes sociais podem servir como uma ferramenta útil para a divulgação de “informação de qualidade que não os confunda”.

Os vídeos ficam disponíveis através das plataformas SPD.

PR/HN/Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Guadalupe Simões: Quantidade de atos “não se traduz em acompanhamento com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”

Esta sexta-feira, Guadalupe Simões, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, criticou a escolha do Governo de pagar pela quantidade de atos. “Quando o Governo diz que dá incentivos ou que dá suplementos financeiros se fizerem mais intervenções cirúrgicas, se tiverem mais doentes nas listas, se operarem mais doentes no âmbito dos programas do SIGIC, se, se, se, está sempre a falar de quantidade de atos, que não se traduz em acompanhamento das pessoas com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”, explicou ao HealthNews.

Guadalupe Simões: “Reunião apenas serviu para o Ministério da Saúde promover essa chantagem tentando que nós suspendêssemos a greve”

A reunião entre o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) e o Ministério da Saúde “correu muito mal”. Na quinta-feira, “o Ministério da Saúde procurou chantagear o sindicato dizendo que só negociava se a greve fosse suspensa”, contou ao HealthNews Guadalupe Simões, dirigente do SEP, que, por esse motivo, pelos enfermeiros, pelos doentes e pelo SNS, espera que haja uma forte adesão à greve nacional de 2 de agosto.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights