Manifestantes franceses dos “comboios da liberdade” seguem para Bruxelas

13 de Fevereiro 2022

Muitos dos participantes na manifestação deste sábado, em Paris, que se intitulam “comboios da liberdade”, em protesto às restrições e vacinas contra a Covid-19, dirigem-se hoje para Bruxelas, onde esperam participar, na segunda-feira, numa grande manifestação europeia.

Depois de terem perturbado o trânsito em alguns pontos da capital francesa, mas sem o conseguirem bloquear como pretendiam, muitos dos automobilistas, provenientes de diversos pontos do país, dirigem-se para norte.

O objetivo, segundo a agência de notícias EFE, é passarem a noite em Lille, junto à fronteira com a Bélgica, antes de se dirigirem até à capital do país e da comunidade europeia, Bruxelas.

É a forma dos manifestantes manterem o protesto contra as medidas adotadas para enfrentar a pandemia de Covid-19, em particular o passe de vacinação, obrigatório para aceder à maior parte dos lugares públicos em França.

A manifestação de hoje conseguiu ultrapassar as barreiras policiais e aceder aos emblemáticos Campos Eliseus que, durante uma hora, estiveram fechados ao trânsito.

Entretanto, a dura intervenção policial, que mobilizou 7.200 agentes, acabou por dispersar os manifestantes sem que se registassem incidentes significativos.

Meio milhar de pessoas foram multadas por participarem em manifestações proibidas e 100 foram presas, das quais 81 ainda estão nas esquadras, informou a autoridade de segurança.

A direção da polícia, que tinha proibido as manifestações no sábado, garantiu que mantém o dispositivo policial durante o dia de hoje para o caso de voltarem a tentar bloquear os acessos à cidade de Paris.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Ministério avalia propostas das ordens nos próximos dois meses

O Governo vai avaliar nos próximos dois meses as propostas apresentadas hoje à ministra da Saúde pelas ordens profissionais, que demonstraram preocupação com a resposta assistencial do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou hoje a ministra.

Doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar na Europa

As doenças evitáveis por vacinação estão a aumentar nos países da União Europeia (UE) e do Espaço Económico Europeu (EEE), alertou esta segunda-feira o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) no âmbito da Semana Europeia da Vacinação.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights