Paulo Barbosa preside ao novo Centro Hospitalar Universitário de Santo António no Porto

10 de Fevereiro 2023

O médico e professor Paulo Barbosa vai presidir ao novo Centro Hospitalar Universitário de Santo António (CHUSA), equipamento criado por fusão do Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUP) e do Hospital de Magalhães Lemos, foi hoje anunciado.

De acordo com despacho dos gabinetes do secretário de Estado do Tesouro e do Ministro da Saúde que produz efeitos a partir de hoje, Paulo Barbosa, de 60 anos, que já presidia ao conselho de admnistração do CHUP, lidera agora uma equipa cuja única novidade é a entrada de Beatriz Duarte, licenciada em Gestão de Empresas, que anteriormente era administradora da Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM).

Paulo Barbosa é internista sénior e professor associado convidado de Medicina do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da Universidade do Porto.

Quanto ao diretor clínico, o neurologista José Barros (62 anos), até aqui diretor clínico do CHUP mantém o cargo no CHUSA.

Do conselho de administração do extinto CHUP, também se transfere o enfermeiro-diretor Eduardo Alves e a vogal-executiva Rita Veloso, especialista em psicologia das organizações.

A gestora Beatriz Duarte transita da ULSM para ocupar o pelouro das finanças, que estava vago desde a integração de Rita Moreira na direção-executiva do Serviço Nacional de Saúde.

Este deaspacho surge na sequência da aprovação, a 12 de janeiro, pelo Conselho de Ministros da criação do CHUSA.

De acordo com o diploma do Governo, a fusão “insere-se num processo de melhoria contínua da prestação de cuidados de saúde, garantindo às populações qualidade e diversificação da oferta, a universalização do acesso e o aumento da eficiência dos serviços”.

A 24 de janeiro, esta decisão foi promulgada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Já informação remetida hoje à agência Lusa descreve que o novo centro hospitalar manterá a sede no Hospital de Santo António, monumento nacional.

O Hospital de Santo António tem 680 camas.

Soma-se o Centro Materno-Infantil do Norte Albino Aroso, com 145 camas, e o Centro de Genética Médica Jacinto de Magalhães.

O Hospital Magalhães Lemos soma 265 camas ao nvo CHUSA.

“A fusão permitirá dotar o Hospital Magalhães Lemos de assistência clínica global e integração de cuidados e saberes, na linha da visão holística moderna sobre as doenças psiquiátricas. Por outro lado, permitirá criar no novo centro hospitalar uma valência de psiquiatria e saúde mental, como massa crítica e recursos, de referência regional e nacional”, consideram os responsáveis do CHUSA, citafdos na informação enviada à Lusa.

O novo centro hospitalar passará a contar com 5.425 trabalhadores.

O equipamento é responsável pelo ensino do ciclo clínico do mestrado integrado em Medicina do ICBAS.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM aponta quatro prioridades para reunião com o Governo

A presidente da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) identificou hoje os salários, as 35 horas semanais, a integração dos médicos internos na carreira e as progressões como prioridades para o encontro da próxima sexta-feira com o Governo.

ULS de Braga certifica mais 35 profissionais no âmbito do Programa Qualifica AP

A Unidade Local de Saúde de Braga (ULS de Braga) finalizou, esta semana, o processo de certificação de mais 35 profissionais, no âmbito do Programa Qualifica AP, uma iniciativa desenvolvida em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), através do Centro Qualifica AP.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights