Ministro garante que Algarve vai voltar a ter delegação regional do INEM

2 de Março 2023

O Algarve vai voltar a dispor de uma delegação regional do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que vai permitir recuperar a sua plena capacidade operacional, anunciou esta quinta-feira o ministro da Saúde.

“O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que altera a lei orgânica do INEM e que faz com que o INEM recupere, no Algarve, a sua delegação regional”, adiantou Manuel Pizarro, para quem esta decisão é “muito importante, do ponto de vista operacional”.

Na conferência de imprensa após a reunião descentralizada do Conselho de Ministros, em Faro, no âmbito da iniciativa “Governo Mais Próximo”, o ministro adiantou que o Algarve dispôs de uma delegação regional do instituto até 2012, altura em que foi fundida na delegação regional de Lisboa e Alentejo.

A decisão de 2012 “retirou capacidade de funcionamento nessa região, que agora é plenamente recuperada”, assegurou Manuel Pizarro, adiantando que o INEM opera, no Algarve, 42 meios de emergência no socorro à população.

“Preparamos assim as condições para um reforço da emergência médica na região do Algarve, que vá ter também um ponto muito importante, que é a transferência para as novas instalações”, um obra que ficará concluída no final deste ano, referiu o ministro.

Manuel Pizarro avançou ainda que a reabertura da delegação regional do INEM constitui um dos “elementos do esforço” que o Governo está a fazer para qualificar os serviços de saúde no Algarve, que “exigem um modo de articulação muito próprio”.

“É a única região do país que está confrontada com o atendimento regular a uma população de cerca de meio milhão de habitantes, mas que, em muitos momentos, é superior ao dobro, o que exige uma capacidade local de coordenação, direção e articulação que é plenamente recuperada”, afirmou.

A segunda edição do “Governo Mais Próximo” arrancou na quarta-feira e termina hoje, com um programa de mais 60 iniciativas em todos os concelhos do distrito de Faro, com a presença de diversos ministros e secretários de Estado.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Montenegro: “Concordo com a necessidade de valorizar a carreira dos bombeiros e estamos a trabalhar nisso”

Hoje, no debate sobre o estado da nação, o primeiro-ministro respondeu a Inês Sousa Real que concorda que é necessário valorizar a carreira dos bombeiros, mas o Governo está “a trabalhar nisso”, e garantiu que não está desatento à violência doméstica, tendo já avançado com um despacho para a criação de um grupo de trabalho “transversal” no âmbito do apoio à vítima.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights