Lançado hoje 1º episódio da série documental: “SIDA 4.0 Os anos do medo, da discriminação, do estigma e da inovação

1 de Dezembro 2023

Temas como o Aparecimento do Vírus, o Estigma e a Discriminação; O Peso das Drogas na Sociedade Portuguesa; VIH-2 e a Cooperação com os PALOP; PrEP – A Revolução na Prevenção e Para Quando a Cura, vão ser analisados por diferentes intervenientes, tendo em atenção os 40 anos sobre a infeção VIH e a Sida e das mudanças que ela trouxe à sociedade em geral e aos portugueses em particular.

Médicos, figuras públicas, dirigentes de organizações não governamentais, jornalistas e políticos passam em revista os tempos conturbados em que não se cumprimentavam os homossexuais com medo de se ser infetado, em que as crianças com VIH eram proibidas de ir à escola, em que o Casal Ventoso era considerado o maior supermercado da droga da Europa, a céu aberto, em que a Professora Odette Ferreira transportava os tubos de sangue de doentes da Guiné-Bissau para o Instituto Pasteur, em Paris, num casaco de pele e em que os médicos assistiam a mortes diárias de infetados sem conseguirem inverter a situação.
Para Francisco Antunes “a importância de um documentário como este é enorme, principalmente pela necessidade de relembrar tempos que se vão perdendo na memória e através do qual se percebe a evolução e a inovação que transformou uma doença mortal numa doença crónica, com a mesma esperança média de vida que as pessoas não infetadas”.

Também para Marina Caldas, da FDC Consulting e responsável pela ideia e concretização deste documentário “o que queríamos era reunir os protagonistas que, em 4 décadas, trataram e ajudaram as pessoas com infeção por VIH e Sida e, ao mesmo tempo, contar a História e as estórias de muitas delas.

Ficou muito por dizer. Talvez regressemos ao tema, mais tarde”.
Mas a realidade atual é também analisada e a situação relativa à disponibilização da PrEP recebe críticas dos intervenientes diretos no processo, particularmente as organizações não governamentais, que dizem haver listas de espera de um ano no SNS para se ter acesso à PrEP.

Cada episódio encerra com a análise do consultor científico, Francisco Antunes, onde são dados pormenores científicos e sociais importantes para um documentário que ficará certamente para a História do VIH/SIDA.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

708 novos dadores na região do Médio Tejo em 2023

O Serviço de Imuno-Hemoterapia da Unidade Local de Saúde do Médio Tejo (ULS Médio Tejo) colheu, durante os 12 meses de 2023, 6.083 dádivas de sangue nas suas três unidades hospitalares. Foram 708 os novos dadores da região.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights