Hospital Garcia de Orta: Funcionário detido por suspeita de roubo ficou em prisão preventiva

21 de Fevereiro 2024

O funcionário do Hospital Garcia de Orta, em Almada, no distrito de Setúbal, detido na segunda-feira por suspeita de roubo de ouro e cartões a doentes que davam entrada nas urgências, ficou em prisão preventiva, revelou esta quarta-feira a PSP.

O homem de 35 anos foi detido na segunda-feira no interior do hospital por suspeita de factos “suscetíveis de enquadrar em abstrato a materialidade de crimes de furto e crimes de abuso de cartão de garantia ou de cartão, dispositivo ou dados de pagamento”.

Segundo a PSP, alguns dos crimes são agravados por ter havido ameaças e coação sobre as vítimas, algumas delas vulneráveis devido à idade.

“O suspeito na sua atividade diária e funções exercidas na urgência do hospital, aproveitando a especial vulnerabilidade das vítimas que davam entrada, muitas com problemas graves de saúde, é suspeito de praticar inúmeros furtos de objetos em ouro que os doentes possuíam bem como furtos de cartões de débito/crédito, tendo inclusivamente em duas situações coagido e ameaçado as vitimas a entregar-lhe os códigos”, explica a PSP em comunicado.

Ainda de acordo com a PSP, com os cartões furtados e respetivos códigos de acesso, o suspeito fazia as mais variadas compras, tendo inclusivamente comprado relógios, perfumes e objetos de ouro de valor elevado.

Na posse dos objetos de ouro furtados às vítimas, é acrescentado na nota, o suspeito deslocava-se às lojas de penhor, onde depositava os objetos e recebia o dinheiro, ascendendo o valor total a vários milhares de euros.

Para consubstanciar a prova, a PSP realizou quatro buscas, uma domiciliária à residência do suspeito e três não domiciliárias, tendo sido apreendido vários objetos e artigos relacionados com os crimes praticados.

No âmbito da investigação, foi ainda constituída arguida a mulher do detido, por suspeitas de coautoria em alguns dos crimes.

No comunicado, a PSP apela a eventuais vítimas que não tenham até ao momento apresentado queixa, que entrem em contacto com a Esquadra de Investigação Criminal de Almada presencialmente, ou através de telefone ou endereço eletrónico.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM lança aviso a tutela: “Não queremos jogos de bastidores nem negociatas obscuras”

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) disse esta sexta-feira esperar que, na próxima reunião com o Ministério da Saúde, “haja abertura para celebrar um protocolo negocial”. Em declarações ao HealthNews, Joana Bordalo e Sá deixou um alerta à ministra: ” Não queremos jogos de bastidores na mesa negocial. Não queremos negociatas obscuras.”

SNE saúda pedido de relatório sobre mudanças implementadas na Saúde

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) afirmou, esta sexta-feira, que vê com “bons olhos” o despacho, emitido pela ministra da Saúde, que solicita à Direção-Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) um relatório do estado atual das mudanças implementadas desde o início de atividade da entidade.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights