140 mil mortos devido à pandemia na Europa

1 de Maio 2020

A pandemia de covid-19 já provocou a morte a mais de 140 mil pessoas em quase um milhão e meio de casos, segundo um balanço da agência AFP, às 17:40 TMG de hoje, baseado em dados oficiais dos países.

De acordo com os números recolhidos pela agência noticiosa francesa, que dão conta de um total de 140.096 mortos e 1.495.293 casos, Itália, Reino Unido, Espanha e França concentram cerca de três quartos das vítimas, ou seja, aproximadamente 105 mil mortos só nestes quatro países.

Com 28.236 mortos, a Itália continua a ser o país mais atingido pelo novo coronavírus desde que este foi detetado no final de dezembro, em Wuhan, no centro da China. A lista dos países com mais óbitos completa-se com Reino Unido, com 27.510 óbitos, Espanha, com 24.824, e França, com 24.594.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 233 mil mortos e infetou mais de 3,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Cerca de 987 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.007 pessoas das 25.351 confirmadas como infetadas, e há 1.647 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights