Risco de transmissibilidade do vírus foi de 0,92% nos últimos cinco dias

1 de Maio 2020

O risco de transmissibilidade (Rt) da covid-19 foi de 0,92% nos últimos cinco dias, com uma variação muito ligeira entre regiões, segundo dados do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), avançou hoje a ministra da Saúde.

“Nos últimos cinco dias, da análise realizada entre 23 e 27 de abril, o número médio de casos secundários resultantes de um caso infetado, medido em função do tempo, o conhecido Rt, foi de 0,92%, com uma variação muito ligeira entre regiões”, afirmou Marta Temido, na conferência de imprensa diária de atualização de informação sobre a pandemia da covid-19.

Exatamente com a taxa de contágio de 0,92% estão as região Norte e Lisboa e Vale do Tejo, adiantou a ministra da Saúde, referindo que “um pouco abaixo” desse valor está a região Centro.

Portugal regista hoje 1.007 mortos, mais 18 do que na quinta-feira, e 25.351 infetados (mais 306), indica o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção Geral da Saúde.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights