Espanha inicia primeira fase de alívio das medidas em vigor contra a pandemia

4 de Maio 2020

 A Espanha inicia hoje a primeira fase de alívio das medidas em vigor de luta contra a covid-19, com a abertura parcial do pequeno comércio, como barbearias, cabeleireiros e restaurantes que passam a vender comida para levar.

Trata-se de medidas com um risco de contágio muito baixo ou nulo associado, segundo o “Plano de transição para uma nova normalidade” aprovado pelo Governo espanhol, com quatro etapas/fases que vão durar cada uma delas cerca de duas semanas, pelo que todo o processo demorará um mínimo de seis semanas e um máximo de oito, devendo estar concluído no final de junho.

Esta primeira fase prevê, entre outras ações, a reabertura dos estabelecimentos que vendem comida para levar para casa e das esplanadas, com uma limitação de ocupação até 30%, empresas de atendimento individual com marcação prévia (cabeleireiros, esteticistas, fisioterapia, psicoterapia, entre outros) e o pequeno comércio.

Hotéis e alojamentos turísticos podem reabrir, mas sem utilização de áreas comuns e com a ocupação limitada, assim como as igrejas e outros locais de culto, que apenas podem ter ocupação de um terço dos lugares, e os atletas profissionais e federados regressam aos treinos.

Estas medidas de alívio juntam-se a outras em vigor desde a semana passada, como a saída de crianças até aos 14 anos, e também, desde sábado, com os maiores dessa idade a poderem sair diariamente de casa em faixas horárias estabelecidas.

Apesar da melhoria da situação, o Governo espanhol vai propor ao parlamento o prolongamento por mais duas semanas do estado de emergência em vigor desde 15 de março, que foi sucessivamente dilatado até 09 de maio.

A Espanha registou no domingo 164 mortes devido à pandemia de covid-19, o número mais baixo das últimas semanas e menos 112 do que no sábado, havendo até agora um total de 25.264 óbitos.

De acordo com o Ministério da Saúde de Espanha, no mesmo dia houve 838 novos casos positivos, uma diminuição assinalável em relação aos 1.147 de sábado, elevando para 217.466 o total de infetados confirmados pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

OMS adverte para risco de surto de cólera na Ucrânia

Advertisement

A técnica oficial do Programa de Emergências Sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS), Teresa Zakaria, alertou no domingo para o risco de cólera nas zonas afetadas pela destruição da barragem de Kakhovka, na região de Kherson, na Ucrânia.

Urgências e privados vão poder passar baixas

Advertisement

As urgências hospitalares e o setor privado vão poder passar baixas e algumas licenças por cancro poderão ser alargadas para três meses, anunciou hoje o diretor-executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Fim da epidemia do vírus de Marburgo na Guiné Equatorial

Advertisement

A Organização Mundial de Saúde declarou hoje o fim da epidemia do vírus de Marburgo na Guiné Equatorial, registando 12 mortes confirmadas e outra 23 provavelmente devidas à doença, quatro meses após os primeiros casos naquele país da África Central.

Cólera mata 141 pessoas em Moçambique desde setembro

Advertisement

 Uma epidemia de cólera já provocou 141 mortes em Moçambique desde que eclodiu em setembro de 2022, anunciou hoje o Ministério da Saúde do país no boletim dedicado ao acompanhamento da doença.

MAIS LIDAS

Share This